A tecnologia já é uma realidade nos processos de educação, seja dentro ou fora da sala de aula. Toda essa “revolução” tem transformado a abordagem de ensino-aprendizagem e proporcionado, continuamente, a melhoria na experiência do aluno. Pensando na importância deste tema para as instituições de ensino, nosso assunto de hoje é o que é Educação 4.0 e como se adaptar a ela. Confira!

Desde já te convidamos a compartilhar este conteúdo com alguém e nos contar, nos comentários, qual a sua experiência com o tema! Além disso, fique bem atento(a), pois disponibilizamos ao longo do conteúdo, alguns materiais complementares que contribuirão para uma experiência completa!

 Boa leitura e bons insights!

Introdução

Que a pandemia do novo coronavírus impulsionou as transformações digitais no ambiente educacional, isso ninguém pode negar. Contudo, se pararmos para analisar detalhadamente o cenário educacional como um todo, perceberemos que pequenas transformações já vinham ocorrendo de forma gradual ao longo dos anos. 

A tecnologia ganhava espaço dentro das instituições de ensino, quebrando paradigmas e dando origem a métodos inovadores de ensino-aprendizagem. 

Ilustração

No que tange ao impulso proporcionado pela pandemia quanto ao avanço da utilização de tecnologias nos processos educacionais, sabemos que tudo foi muito rápido. Diversos profissionais da educação acabaram se deparando com a necessidade de se adequar rapidamente. Resultado? Muita gente confusa sobre a direção que a educação está tomando. Ou seja, há inúmeras incertezas sobre a educação em um mundo pós-pandêmico.

A grande tendência que temos é a de considerar que todas essas mudanças voltarão “ao normal” quando tudo isso acabar. Mas, na verdade, não é bem assim. A Educação 4.0 já é uma realidade e vem para ficar!

O panorama geral da educação e as transformações históricas

Podemos adiantar que a Educação 4.0 está relacionada ao conceito de Indústria 4.0, através da 4ª Revolução Industrial. Por isso, antes de vermos exatamente o que é Educação 4.0 precisamos relembrar alguns conceitos relacionados à Revolução Industrial ao longo da história:

A 1ª Revolução Industrial ocorreu entre 1760 e 1830. Em resumo, ela alterou a produção manual pela produção mecanizada. 

No que tange a educação, ela deu origem a Educação 1.0 na qual as pessoas eram educadas nas igrejas e o ensino era limitado às Escrituras Sagradas.

Educação 4.0

Já a 2ª Revolução Industrial aconteceu por volta de 1850. Ela colocou em voga as transformações das empresas através da utilização da eletricidade. 

No ramo educacional, surgiu a Educação 2.0 na qual os alunos eram educados para trabalhar nas fábricas, o que evidenciava o incentivo à memorização e às atividades repetitivas.

Por fim, ocorreu a 3ª Revolução Industrial. Ela consistiu, basicamente, em uma revolução digital em meados do século XX, dando espaço para a eletrônica e a tecnologia da informação. Popularizou-se, assim, a Educação 3.0.

Neste período, a tecnologia começou a ganhar espaço nos processos da educação, e ambos, estudantes e professores, começaram a utilizá-la nas formas mais básicas.

Os alunos agora possuem seu próprio acesso às informações, a opção de aprender virtualmente e plataformas para se conectar facilmente com professores e outros alunos. 

Ilustração

Enfim, agora, podemos compreender melhor o conceito de Educação 4.0. Ela está relacionada à 4ª Revolução Industrial, ou ainda, a Revolução 4.0, que traz à tona pontos como Tecnologia e Velocidade.

Mas, afinal, o que é Educação 4.0? 

Em síntese, a Educação 4.0 consiste em uma abordagem proposital de aprendizagem que se alinha com a 4ª Revolução Industrial. Ela trabalha uma abordagem única na qual o aluno ganha maior autonomia. 

Sua abordagem visa transformar o futuro da educação, usando tecnologia avançada e automação. Isso significa mudar a abordagem de aprendizagem e utilizá-la para tornar a experiência do estudante mais completa. 

Material complementar

Protagonismo do estudante: a importância de incentivar o aluno a ser o autor da sua trajetória

Ao incentivar o protagonismo do estudante, a instituição de ensino corrobora para a formação integral de seus alunos, em diferentes aspectos como cognitivo, social e emocional. Ao colocar o aluno como autor de sua trajetória permite-se que ele avance em seu processo de desenvolvimento intelectual e pessoal, ao mesmo tempo que estimula-se a construção de um indivíduo autônomo e com pensamento crítico.

Clique na imagem abaixo e reserve esse material para a sua próxima leitura!

Protagonismo do estudante: a importância de incentivar o aluno a ser o autor da sua trajetória - Rubeus

Transformações

Como vimos, na Educação 4.0 trabalha-se mudanças radicais de paradigmas, dentro e fora da sala de aula, dando origem, assim, à diversas transformações. 

Portanto, pontos importantes devem ser trabalhados através de uma nova perspectiva. Isso porque as instituições de ensino devem ser capazes de preparar seus alunos para um novo mundo

Deve-se trabalhar pontos importantes como o fato de priorizar as novas profissões, deixando para trás aquelas que estão se tornando obsoletas

Além disso, o formato tradicional de ensino como o conhecemos, com papel e caneta em sala de aula, já não vai ser suficiente para acompanhar as mudanças do mundo moderno.

Ilustração

A Educação 4.0 vem para transformar. Nela, os alunos não precisam acumular conhecimento, mas sim obter um ensino personalizado para atuar em profissões do futuro. 

Portanto, as instituições de ensino devem trabalhar pontos importantes como:

1) Desenvolvimento pleno da autonomia dos estudantes;

2) Aprendizado por meio do Learning By Doing, o famoso “mão na massa”;

3) Capacitação e conscientização dos professores quanto às mudanças de posicionamento, no qual deixam de ser detentores do conhecimento e se tornam mentores;

4) Incentivo à aprendizagem remota, tornando o aprendizado disponível em qualquer lugar, a qualquer hora;

5) Aprendizagem baseada em projetos, levando os alunos a aprenderem habilidades de gerenciamento de tempo e de colaboração.

A seguir, veremos mais sobre o que é Educação 4.0, mas antes eu tenho um convite para você!

Você já conhece a nossa página de materiais gratuitos?

A Rubeus disponibiliza uma página repleta de materiais gratuitos, desenvolvidos para os nossos leitores. Temos diversos conteúdos que trabalham diferentes temas e abordagens, mas que possuem o mesmo objetivo: ajudar você e a sua instituição a captar e converter mais alunos

Clique na imagem abaixo e favorite a página para você sempre tê-la à mão. 😉

Como as instituições de ensino podem preparar seus alunos para a Educação 4.0?

Já que o nosso assunto de hoje é o que é Educação 4.0, não podemos deixar de dar dicas sobre como praticá-la!

Sabemos que mudanças tendem a se traduzir em resistência. Isso é normal já que elas implicam em desafios e adaptação. Por isso, veja 4 dicas que preparamos para auxiliar sua instituição na aplicação da Educação 4.0:

  • Capacitação do seu quadro de docentes

As instituições devem se concentrar no treinamento de seu corpo docente para desenvolver habilidades digitais. Assim, será possível oferecer aos alunos profissionais totalmente inovadores e preparados. 

  • Adoção de tecnologia em sala de aula

A tecnologia proporciona salas de aula exploratórias. Ou seja, não há limites, o aluno não fica “preso” às quatro paredes da sala de aula. 

Ela fornece graduandos curiosos e com apetite para aprender. Isso significa que as IEs devem construir um currículo rico em tecnologia, transformando a abordagem de aprendizagem para melhorar a experiência do aluno.

Ilustração

👉🏻Pegue dicas estratégicas em nosso conteúdo Benefícios da inteligência artificial na educação: conheça 5 motivos para investir.

  • Foco na experiência do estudante

A experiência vivenciada pelo aluno faz toda a diferença na forma como ele perceberá a instituição de ensino. Isso significa que ela deve ser considerada ao longo de todo o processo de planejamento e implantação de ações.

Em suma, ao vivenciar uma experiência inesquecível ou, no mínimo marcante, o estudante agrega valor ao aprendizado e a experiência como um todo. 

O grande “segredo” para oferecer uma experiência memorável está em trabalhar sob 3 pilares importantes, veja:

Componentes do Marketing de Experiência Educacional - Rubeus

Tendo em vista a complexidade desse tema, nós criamos um conteúdo detalhado para explorar diferentes pontos. Por isso, recomendamos que você reserve um tempo para conferir nosso conteúdo Marketing de Experiência Educacional: promova boas experiências e conquiste mais alunos.

  • Pense em todos os detalhes

O Design Thinking consiste em um conjunto de ideias elaboradas para a resolução de problemas ou aperfeiçoamento de algum produto ou serviço. Quando aplicado ao cenário das instituições de ensino, ele auxilia na construção de uma experiência memorável ao estudante. 

Por isso, antes de incentivar a educação 4.0 na prática, é importante planejar como isso acontecerá, explorando diferentes perspectivas e abordagens. Ou seja, se colocando no lugar dos alunos com o intuito de “entender” o que eles sentirão. 

Saiba mais sobre a aplicação do Design Thinking na educação acessando o nosso conteúdo abaixo! 

DESIGN THIKING N EDUCAÇÃO - RUBEUS

E aí, gostou?

Espero que esse conteúdo tenha sido útil! Com o intuito de tornar a sua experiência ainda mais completa, tenho alguns conteúdos complementares que podem te interessar!

Agora, queremos saber: o que achou do nosso conteúdo sobre o que é Educação 4.0? Conta para a gente aí nos comentários!

Bons resultados e até a próxima! 😉

Receba dicas de captação e retenção de alunos!

Receba quinzenalmente dicas, ideias e inspirações sobre como captar e reter alunos de forma sustentável.

Tenha acesso a ferramentas, processos e boas práticas para tornar sua instituição de ensino referência no mercado educacional.