Mais do que transmitir conteúdos padronizados por meio de uma grade curricular preestabelecida, a aprendizagem em sua totalidade necessita de bases que consideram a subjetividade de cada estudante. Para isso, o ensino humanizado pode ser a solução. 

Um dos principais diferenciais trabalhados por instituições de ensino referências é a preocupação com a educação humanizada como meio de formar cidadãos, e não apenas emitir diplomas. 

Quer saber tudo sobre o ensino humanizado e a sua importância para a captação e permanência de alunos? Leia, com atenção, este conteúdo até o final. Boa leitura e bons insights! 

Introdução

Por muito tempo, o método de ensino tradicional foi o único utilizado e considerado eficaz pelas instituições de ensino. 

Nessa abordagem, o objetivo é tornar uniformize a educação dos alunos. Ou seja, para que todos obtenham um bom desempenho, são repassados os mesmos conteúdos, divididos em inúmeras matérias.

O pensamento normalmente considerado é o de que ao proporcionar o mesmo ensino, com a mesma qualidade, permite-se que todos tenham igual oportunidade de ser bem-sucedido. E é devido a esse pensamento que o método tradicional ainda é predominante no Brasil.

Entretanto, há um fator muito discutido por grande parte dos especialistas no assunto: as características desse método não condizem com as tendências atuais da educação. Isso porque, em uma realidade altamente tecnológica, o distanciamento dos alunos é mais evidente e há uma concorrência intensa por sua atenção.

Além disso, as pessoas são, essencialmente, diferentes, portanto a forma de aprender de uma pessoa é diferente para a outra, o que reflete diretamente em suas notas. Quando estas são baixas, o sentimento de culpa torna-se presente. Assim, alimenta-se cada vez mais a desmotivação em continuar os estudos, resultando nas tão recorrentes evasões.

Com o intuito de evitar que isso ocorra, as IEs perceberam a necessidade de definir ações inovadoras. Nessa busca, precisou-se reinventar atividades e encontrar uma estrutura que alie o método da educação tradicional aos meios de desenvolver a humanidade. Sem deixar de lado também as competências dos alunos, entendendo-os como seres únicos e diferentes entre si.

Dessa maneira, o ensino não deve ser focado na obtenção de resultados, e sim na maneira como esses resultados são alcançados. Para isso, é preciso aproximar cada vez mais o aluno e o professor. 

Nesse cenário, a humanização da educação surge como uma das premissas para mudar esse panorama.

Mas, o que é o ensino humanizado?

Assim como o próprio nome sugere, o ensino humanizado consiste em um conjunto de ações que visam formar o indivíduo em sua plenitude. Ou seja, um ensino que considera o lado humano e a subjetividade característica de cada um dos alunos.

Dessa forma, é possível formar pessoas bem preparadas para aproveitar oportunidades e enfrentar desafios. Resultado? Desenvolvimento de  competências importantes não só para a vida pessoal, mas para o mercado de trabalho, como por exemplo a capacidade de liderança.  

Muito mais que ensinar fórmulas e replicar conceitos, esse tipo de ensino visa desenvolver a inteligência emocional. Além de fazer com que o aluno sinta-se acolhido e realmente pertencente àquele ambiente e quaisquer outros que porventura possa conviver.

Confira os principais objetivos do método humanizado:

  • prover bases que permitam o aluno se socializar;
  • desenvolver e aprimorar capacidades afetivas, como a empatia e a colaboração;
  • superar conflitos emocionais;
  • tornar as aulas mais atrativas e eficientes, despertando o interesse pelo conhecimento;
  • construir uma relação mais próxima com os alunos.

O resultado? Experiências realmente memoráveis durante a jornada acadêmica em sua instituição de ensino. Essas experiências, por sua vez, contribuem não só para o desenvolvimento do gosto e interesse pelos estudos, mas também para a satisfação do aluno com a sua IE

Falando nisso, que tal conhecer algumas dicas para proporcionar essas experiências? Clique na imagem abaixo e leia o nosso blog post completo sobre o assunto!

Experiência do estudante: como criar experiências memoráveis - Rubeus

Vantagens do ensino humanizado

SOB A ÓTICA DOS ALUNOS - Rubeus

  • Sentir-se acolhido e desenvolver a autoconfiança

A primeira vantagem do ensino humanizado é tornar o ambiente de estudos um lugar aberto. Isso significa um ambiente aberto para expor pensamentos e compartilhar ideias. Além de respeitar e encorajar a individualidade de cada aluno.

Quando sua IE proporciona isso, é possível desenvolver a autoconfiança. Mas não é só isso! Ao mesmo tempo, é possível alimentar o sentimento de acolhimento pela instituição.

Isso porque o papel do professor deixa de ser detentor e transmissor do conhecimento para direcionador. Assim, o estudante sente-se à vontade para descobrir suas potencialidades e aprimorá-las. O intuito é sempre mostrar que ele é capaz e o importante é tentar.

Desse modo, os gostos pessoais e a preferência por determinadas matérias devem ser estimulados e considerados na formação daquele aluno. Com isso, ao ter seus dons individuais como base no aprendizado, ele sente-se livre para ser o que quiser.

  • Aumento da motivação

Quando suas ideias são ouvidas e levadas em consideração, o aluno é motivado a continuar aprendendo e ir além. Isso porque a curiosidade é uma característica natural do ser humano e, sem ela, nada seria possível. Afinal, ela é uma das responsáveis pela evolução humana. 

Contudo, para desenvolvê-la é necessário encorajamento e apoio constante. No caso das crianças, por exemplo, esse apoio é mais evidente nas tarefas escolares. Ao não receberem a atenção e ajuda devida dos pais e/ou responsáveis ou, ao terem dúvidas que são ignoradas pelo professor, gera-se um afastamento que prejudica no processo natural de descoberta.

  • Melhora no desempenho acadêmico 

A terceira vantagem proporcionada pelo ensino humanizado envolve a melhoria no desempenho acadêmico.

O ensino humanizado não tem somente as notas como critério de avaliação. Assim, ao valorizar as aptidões de cada aluno, há uma melhora significativa no desempenho acadêmico. A diferença dessa metodologia para a tradicional está no modo dos professores e alunos entenderem os resultados alcançados:

Não mais visto como desinteresse por parte dos alunos, mas como uma oportunidade de observar quais conteúdos precisam ser revistos e demonstrar que a falha também é importante para o aprendizado.

Com isso, o aluno entende que o erro é algo natural. Mas que é necessário persistir, mesmo com as dificuldades, contribuindo para ele sinta-se seguro e confortável durante as avaliações.

SOB A ÓTICA DAS IEs - Rubeus

  • Corpo docente como diferencial

O que e preciso para uma implantação eficiente do ensino humanizado na IE? O trabalho conjunto de todos os membros da instituição, principalmente do corpo docente. Por conviverem diretamente com os alunos, a preparação dos professores é de extrema importância.

Por esse motivo, eles devem estar em contínuo desenvolvimento profissional. Portanto, é preciso inserir as práticas mais inovadoras de aprendizagem aliadas com a responsabilidade social na educação.   

Isso tudo tem a finalidade de permitir que estejam aptos a formar as próximas gerações e contribuir com uma sociedade mais justa. Para a IE, a qualificação do corpo docente, bem como a preocupação com os alunos, torna-se um forte diferencial em relação à concorrência. 

  • Aproximação com os alunos

Como vimos, é fundamental ter uma aproximação entre aluno e professor. Isso irá viabilizar que o ensino humanizado de fato aconteça, estendendo-se também a toda instituição de ensino. 

Aliás, outra vantagem desse “elo” é fazer com que o aluno queira permanecer na IE. Mas, para isso, a gestão educacional precisa promover essa sinergia entre seus membros e reorientar a prática pedagógica da melhor forma para os alunos manterem-se satisfeitos.  Com isso, podemos dizer que…

Boa gestão educacional + Alunos satisfeitos = Instituição referência = Novos alunos

Essa aproximação possibilita também, por meio dos docentes, identificar o momento em que o aluno está inclinado à evasão. Dessa forma, sua IE pode agir preventivamente para que isso não ocorra. 

  • Tornar o ambiente da instituição agradável e seguro

Além de um ensino de qualidade, na escolha pela instituição, a demanda por um ambiente seguro e, ao mesmo tempo, que seja agradável para o aprendizado está entre os requisitos avaliados. 

Um exemplo ilustrativo sobre esse assunto e que, infelizmente, ainda é muito comum, principalmente entre os adolescentes, é a prática do bullying. Como sabemos, os agressores são, geralmente, jovens que passam por problemas psicológicos ou que já sofreram algum tipo de agressão no ambiente familiar. Ou, inclusive, na escola, transferindo seus traumas a outras pessoas.

Por essa razão, a fim de diminuir casos assim, o ensino humanizado torna-se um grande aliado. Por meio dele, é possível tornar o ambiente aberto ao diálogo. Ao mesmo tempo que alimenta-se a liberdade do aluno em expressar-se e encontrar o apoio que tanto precisa.

SOB A ÓTICA DA COMUNIDADE EM GERAL - Rubeus

  • Alunos mais empáticos

A empatia é a capacidade de fazer o máximo para entender e se colocar no lugar do outro se estivesse em uma situação semelhante. 

Quando uma instituição pratica o ensino humanizado, esse é o primeiro ponto a ser considerado nas aulas. Independente das diferenças e divergência de opinião, os alunos aprendem a respeitá-las. 

Assim, eles são capazes de socializar e conviver com as pessoas, transformando-se em bons cidadãos capazes de tornar a sociedade mais inclusiva.

Quer conhecer mais sobre a importância da empatia na educação? Confira o blog post que preparamos para você!

Empatia na educação - Rubeus

  • Fortalecimento das relações

Muitos dizem que a instituição de ensino é a extensão da casa, mas o inverso também é válido. Uma vez que estando imersos em valores, estes são carregados para todos os lugares que o aluno for. 

Toda a confiança e segurança adquirida em sala de aula e apoiada em casa são refletidos no fortalecimento da relação familiar e no crescimento do convívio com as pessoas ao redor, pois não há medo de errar ou pedir ajuda. 

Como desenvolver o ensino humanizado na prática?

Colocar em prática este método de ensino pode parecer difícil, porém não é impossível. Primeiramente, deve-se ter em mente que, para que ele seja implantado, é indispensável o trabalho conjunto entre a equipe administrativa, professores, alunos e pais (no caso de crianças e adolescentes).

O propósito é que a instituição dê bases sólidas para que o aluno desenvolva os valores, passando a entender seus sentimentos e valorizar a afetividade. Em contrapartida, os responsáveis possibilitem que ele demonstre e expresse tais sentimentos.

Conheça algumas mudanças que podem ser implementadas em sua IE:

Como colocar o ensino humanizado na prática? - Rubeus

3 dicas importantes que podem fazer a diferença na qualidade do seu ensino

  • Conte com profissionais que já tenham experiência

A preparação do corpo docente é primordial para o processo do ensino humanizado. 

Essa preparação não deve ser focada apenas no domínio do conhecimento na área específica, mas também na compreensão do indivíduo em si. Por isso, conte com profissionais que já vivenciaram e/ou implantaram esse método durante sua experiência como docente. Isso possivelmente contribuirá para o sucesso dessa prática.

  • Promova grupos de debate

Tão importante quanto contribuir para que o estudante consiga se expressar, é dar liberdade para isso. Portanto, incentive os professores a sempre dispor um momento na aula para promover grupos de debate.

Outra dica é permitir que os alunos participem de assuntos relacionados à vivência na instituição . Assim, eles sentirão que a opinião deles é importante e sempre levada em consideração em todas as decisões tomadas.

  • Desenvolva projetos comunitários

Para que os alunos tornem-se profissionais preparados para o mercado de trabalho, além do conhecimento acerca de sua função na área trazido por conteúdos científicos específicos, é crucial que saibam trabalhar em equipe e lidar bem com possíveis adversidades. 

Para isso, envolvê-los em atividades práticas junto à comunidade proporcionam, assim como benefícios para a sociedade, experiências capazes de agregar ao currículo profissional ao lidar com diferentes pessoas e contextos.

Diante disso, eles tornam-se mais reflexivos e desenvolvem tanto a inteligência emocional quanto a cidadania. Portanto, a dica aqui é estabelecer convênios com a iniciativa pública ou, até mesmo, desenvolver os próprios projetos comunitários de sua IE.

💡 Recapitulando…

Ensino tradicional x Ensino Humanizado - Rubeus

Conclusão

Ainda predominante no Brasil, o método tradicional não considera o ensino em sua totalidade, uniformizando a educação. 

Contudo, com o grande avanço tecnológico, as tendências de ensino precisaram (e ainda precisam) se adaptar ao novo contexto. Assim surge o ensino humanizado, um método de ensino que considera o lado humano e a subjetividade característica de cada um.

Suas vantagens são tanto para o aluno quanto para a instituição, beneficiando até mesmo a comunidade em geral. Para colocá-lo em prática, contar com profissionais que já tenham experiência, promover debates e desenvolver projetos comunitários fazem total diferença na qualidade do ensino oferecida.

Sua instituição de ensino já utiliza o ensino humanizado? Conte-nos sua experiência! 😉 

Receba dicas de captação e retenção de alunos!

Receba quinzenalmente dicas, ideias e inspirações sobre como captar e reter alunos de forma sustentável.

Tenha acesso a ferramentas, processos e boas práticas para tornar sua instituição de ensino referência no mercado educacional.