A modalidade de ensino híbrido integra o presencial e o virtual e consiste em uma das principais tendências educacionais, tendo sua utilização potencializada, principalmente, pelo isolamento social. Justamente por isso, é fundamental analisar cuidadosamente o papel do professor no ensino híbrido. Como inovar, atuar de forma eficiente e oferecer um ensino de qualidade? É o que detalhamos para você neste conteúdo!

Por ser um tema extremamente relevante e complexo, distribuímos alguns materiais complementares ao longo do conteúdo. Tudo isso para tornar a sua experiência ainda mais completa. Boa leitura e bons insights

Introdução

O distanciamento social desencadeado pela pandemia do novo coronavírus, evidenciou o fato de que educar vai além de transmitir conhecimento. É preciso empatia e paciência.  

Assim como outros segmentos, a educação foi um segmento que sofreu muitas mudanças. Gestores, professores e alunos precisaram se adaptar rapidamente a novas formas e métodos de gerenciar, lecionar e aprender, além de adotar novos recursos para dar continuidade ao processo de ensino-aprendizagem.

Falando especificamente dos professores, podemos verificar uma reestruturação do seu papel, dentro e fora da sala de aula. 

Seja no EaD, no presencial ou no ensino híbrido, o papel do docente vem mudando cada dia mais. Isto é, passando de um detentor de conhecimento para um mentor, ou seja, alguém que norteia e auxilia na jornada acadêmica dos alunos.

Ilustração

Com a crise, muitas instituições de ensino têm adotado o formato híbrido como forma de lecionar as aulas, criando momentos síncronos e assíncronos para garantir o ensino de qualidade. 

Dessa forma, o papel do professor no ensino híbrido revela a necessidade de um profissional que não tenha medo de inovar, saiba ser flexível e utilize a tecnologia como uma aliada na hora de facilitar a aprendizagem

Pensando na importância deste tema, reunimos a seguir, pontos importantes sobre o papel do professor no ensino híbrido e as principais habilidades que este profissional deve desenvolver para atuar de forma inovadora. Mas antes, precisamos relembrar rapidamente alguns conceitos importantes sobre a modalidade de ensino híbrido.

Entendendo mais sobre o ensino híbrido

Como ressaltamos em nosso conteúdo Ensino híbrido: o que é e como funciona?, essa modalidade cresce continuamente e configura-se como uma tendência próxima a ser adotada por todas as instituições de ensino.

Para que essa modalidade de ensino seja trabalhada com sucesso, é preciso reestruturar todo o conteúdo de modo a integrar as modalidades presencial e a distância, assim como cronograma de aulas, métodos de avaliação e muitos outros pontos. 

Modalidade de ensino híbrido - Rubeus

Antes de praticar essa modalidade de ensino, a instituição deve contar com um bom planejamento estratégico orientado à experiência do aluno.

A seguir, veremos especificamente sobre o papel do professor no ensino híbrido. Mas antes, eu tenho um convite para você!

Você aceita entrar para a nossa lista? 

Que tal receber dicas, notícias, conteúdos e insights sobre o cenário educacional diretamente em seu e-mail, gratuitamente e com prioridade?

Entre para a nossa lista e receba tudo isso! Para fazer parte do grupo, é só clicar na imagem abaixo!

QUERO RECEBER NOVIDADES DA RUBEUS

O papel do professor no ensino híbrido

Durante muito tempo, o papel do professor foi de detentor do conhecimento. Além disso, o tempo de experiência vivenciado em sala de aula era decisivo para a escolha do profissional pelas instituições de ensino. Entretanto, essa realidade mudou. 

Atualmente, o papel do professor extrapolou os limites da sala de aula. No que tange especificamente o papel do professor no ensino híbrido, podemos ressaltar os seguintes pontos de mudança:

  • Assumir vários papéis

É inegável o fato de que os professores não apenas assumiram novos papéis, mas também vários papéis ao vivenciar a educação híbrida. 

E, por isso, este profissional precisa estar sempre inovando, aberto à mudanças e, ao mesmo tempo, saber técnicas de liderança. Além disso, o professor precisa ter a capacidade de manter-se “sensível” aos pontos de atenção, atuando em conjunto com a instituição de ensino e, assim, evitando possíveis evasões de alunos.

  • Possuir a capacidade de se adaptar

Em uma sala de aula tradicional, o professor configura-se como força motriz por trás de todas as discussões em sala de aula. Em um modelo de educação híbrida, isso não é tão prático. 

A fim de ter sucesso, o professor deve usar outras técnicas cooperativas, como a capacidade de lecionar aulas expositivas e estimular a participação dos alunos.

Para isso, é preciso estar atento às mudanças, investir e explorar os recursos tecnológicos e desenvolver um ensino atrativo.

  • Atuar como um mentor

Na sala de aula híbrida, o professor migra de um detentor do conhecimento para um mentor. Ele utiliza a sua experiência como forma de nortear e enriquecer a jornada de cada um dos seus alunos.

3 dicas importantes para um ensino híbrido de qualidade 

Já que o nosso assunto de hoje é o  papel do professor no ensino híbrido, não podemos deixar de compartilhar com você duas dicas fundamentais para aprimorar esse processo. Confira:

  • Incentive o protagonismo do aluno

Um dos grandes desafios dos professores é incentivar o protagonismo dos alunos. Isso porque a grande tendência é que os estudantes sejam presos a ideia de que a instituição de ensino precisa deles, quando o pensamento deve ser o contrário: eles precisam da IE para se aperfeiçoarem e serem protagonistas de sua caminhada educacional e, assim, se satisfazerem pessoal e profissionalmente. 

Em suma, ao incentivar o protagonismo do estudante, a instituição de ensino corrobora para a formação integral de seus alunos, em diferentes aspectos como cognitivo, social e emocional. Resultado? O aluno enxerga valor na aprendizagem, seja ela virtual ou presencial.

Saiba mais sobre o protagonismo do aluno clicando na imagem abaixo! 

Protagonismo do estudante: a importância de incentivar o aluno a ser o autor da sua trajetória - Rubeus

  • Crie momentos síncronos e assíncronos

Como vimos, o ensino híbrido une o presencial e o virtual. Por isso, é importante contar com momentos síncronos de aprendizagem, ou seja, momentos de interação virtual e/ou presencial entre os alunos. 

Contudo, deve haver também os momentos assíncronos nos quais os alunos devem estar livres para realizarem suas atividades do jeito que considerarem mais adequado, seja utilizando um livro, uma biblioteca virtual etc. 

Esses momentos intercalados tem o poder de incentivar a autonomia do aluno, bem como em sua responsabilidade, habilidades importantes requeridas pelo mercado de trabalho.

  • Inove 

Nem precisamos mencionar o quão relevante é a tecnologia no dia a dia das pessoas, principalmente dos jovens. Portanto, é fundamental saber utilizá-la de forma favorável ao aprendizado. 

São diversos recursos disponíveis para serem explorados em sala de aula, desde Google Earth, museus virtuais até bibliotecas virtuais e gratuitas. O importante é que o professor explore diferentes ferramentas que possam auxiliar no desenvolvimento do aluno, sem deixar de considerar o ritmo individual de aprendizagem inerente a cada estudante.

6 habilidades que têm o poder de revolucionar o papel do professor no ensino híbrido

A seguir, elencamos algumas habilidades importantes para tornar o papel do professor no ensino híbrido ímpar e de qualidade. Ademais, damos algumas dicas de como aplicá-las na prática! Por isso, pegue o seu bloquinho e anote todas!

1) Empatia ⠀⠀⠀

Se você possuir empatia com seus alunos, eles também aprenderão a lidar com suas emoções e a terem compaixão uns com os outros.

Sabemos que a educação híbrida pode apresentar bastantes desafios. Por isso, é fundamental desempenhar a habilidade de se colocar no lugar do outro e compreender que esse momento é de adaptação. Portanto, há desafios e dificuldades que devem ser transpassados. 

> Como aplicar isso na prática? 

A empatia deve ser uma característica desenvolvida pelos docentes, uma vez que ela será responsável por estabelecer uma forte conexão com os alunos. 

Seja paciente quando houver problemas técnicos e se preciso, comece novamente. Além disso, demonstre aos alunos que eles não estão sozinhos e que a instituição de ensino está se adaptando também a fim de ajudá-lo.

2) Entusiasmo

Um  professor entusiasmado com seu trabalho incentiva os alunos a compartilharem da mesma paixão. Como sabemos, o momento de isolamento social pode ser desafiador para muitas pessoas. Por isso, é importante que os docentes e os alunos se ajudem, ou seja, animem e incentivem uns aos outros. 

> Como aplicar isso na prática? 

Se preparar antes das aulas, criar um cronograma e um planejamento podem ser a chave para transmitir o sentimento de entusiasmo aos alunos. Além disso, prepare atividades interativas, utilize jogos, explore o Google Earth… enfim, há muitas possibilidades! 

Ilustração

3) Liderança

Outro ponto focal no que tange o papel do professor no ensino híbrido diz respeito à liderança. 

Em síntese, o líder é o responsável por motivar a equipe e canalizar todos os esforços em busca de um objetivo em comum, nesse caso, proporcionar um ensino de qualidade. 

> Como aplicar isso na prática? 

Em tempo de ensino híbrido, o professor deve saber liderar sem chefiar, chamar a atenção e envolver o aluno da forma mais natural possível, sempre liderando pelo exemplo.

Deixe claro aos alunos a importância de cooperarem, solicite a participação ativa e explique as formas de avaliação. Afinal, esse é um momento reservado aos estudos, assim como o presencial.

4) Inovação

A inovação é outra habilidade muito importante quando o assunto é o papel do professor no ensino híbrido. 

Devido às constantes mudanças no cenário educacional, resistir às inovações e não se preparar para as tendências educacionais significa, em muitos casos, se  tornar obsoleto. 

> Como aplicar isso na prática? 

Esteja aberto a mudanças, utilize metodologias ativas, plataformas adaptativas, conte com o auxílio da tecnologia para tornar as aulas mais atrativas e envolventes e, assim, facilitar o processo de ensino-aprendizagem.

Confira o nosso conteúdo sobre o uso de metodologias ativas no EaD! Clique na imagem abaixo e inspire-se! 😉

5) Trabalho em equipe 

Já sabemos que em um momento inédito como o atual não é possível estar junto, mas isso não quer dizer que não é possível estar perto, mesmo que de outras formas. 

Um dos segredos de um professor de excelência é a capacidade de trabalhar em equipe, seja com seus colegas de trabalho ou com seus alunos.

> Como aplicar isso na prática? 

Parte de ser professor é a capacidade de trabalhar em equipe e também sozinho. Em síntese, é preciso fazer com que os alunos se sintam parte de uma equipe para aprimorar a experiência de aprendizagem. 

Os alunos precisam se sentir à vontade para fazer perguntas e conversar. Eles não devem ter medo do fracasso ou de dizer coisas erradas. Assim, mostre-se aberto a perguntas e questionamentos. Além disso, reserve um horário durante o tempo de aula para responder possíveis dúvidas e inseguranças dos alunos. Isso com certeza ajudará muito! 

6) Adaptabilidade

Ser adaptável a situações imprevistas é fundamental. Você nunca sabe o que acontecerá em sua sala de aula e precisará lidar com cada circunstância de maneira adequada e apresentar soluções rápidas. 

> Como aplicar isso na prática? 

Tenha em mente que esse é um momento de adaptação. Isto é, que em breve os processos serão mais fáceis. Se ocorrer algum erro, seja por sua parte, ou por parte dos alunos, fique calmo e busque contornar a situação da melhor forma possível. 

Ilustração

Bônus: 5 dicas da Rubeus para ter um ensino híbrido de excelência em sua IE

Se você leu este conteúdo até aqui, aproveite nossas dicas adicionais! Além disso, aproveite também e siga a gente lá no Instagram. Postamos diariamente diversos conteúdos que poderão lhe ser úteis! 😉

Rubeus

E aí, gostou? 

Se esse conteúdo foi útil para você, que tal compartilhá-lo com alguém? E não esqueça de nos contar, nos comentários, qual dica você mais gostou.

Bons resultados! 😉

Receba dicas de captação e retenção de alunos!

Receba quinzenalmente dicas, ideias e inspirações sobre como captar e reter alunos de forma sustentável.

Tenha acesso a ferramentas, processos e boas práticas para tornar sua instituição de ensino referência no mercado educacional.