Aprender habilidades socioemocionais é tão importante quanto aprender etapas básicas da educação, como ler, escrever e realizar contas. As competências socioemocionais, dentre outros benefícios, trabalham a educação integral dos alunos, ensinando-os desde cedo o respeito ao próximo e a vida em comunidade. Descubra, agora, como trabalhar as competências socioemocionais na educação por meio de ações simples que podem ser desenvolvidas no dia a dia escolar.

Introdução

Diante de tantos desafios e adaptações requeridos pela dinâmica de um mundo cada vez mais globalizado, a necessidade de equipar os alunos com habilidades que incluam pensamento crítico, criatividade e gerenciamento emocional se tornaram ainda mais urgentes

De fato, o ambiente escolar se revelou bem mais que apenas um lugar de estudos, em muitos casos, representa um segundo lar para o aluno. Essa percepção se tornou ainda mais clara devido aos impactos desencadeados pela pandemia do novo coronavírus.

Frente a isso, uma das necessidades percebidas no cenário educacional tem sido a importância dos alunos estarem preparados não apenas academicamente para os desafios que podem surgir em suas vidas, mas também para os desafios cognitivos, sociais e emocionais. 

Dessa forma, o papel fundamental da instituição de ensino deve visar o desenvolvimento acadêmico, mas também o desenvolvimento pessoal do estudante. Frente a isso, temas como competências socioemocionais na educação têm se mostrado uma tendência emergente para um futuro bem próximo. E é sobre elas que iremos conversar agora!

O que são competências socioemocionais na educação?

De forma resumida, as competências socioemocionais configuram-se como um conjunto de habilidades e atitudes desenvolvidas com o intuito de gerenciar emoções, atingir objetivos pessoais e coletivos, sentir e mostrar empatia pelo próximo, estabelecer e manter relacionamentos e tomar decisões responsáveis ​​e cuidadosas.

Por serem extremamente importantes, as competências socioemocionais na educação têm se mostrado altamente necessárias no desenvolvimento pleno do aluno

Ilustração

Através das competências socioemocionais na educação pode-se começar desde cedo a trabalhar a inteligência emocional. Capacidade tão procurada por diversos empregadores e tão fundamental para profissionais de diversas áreas de atuação.

Ensino humanizado: o que é e qual a sua importância para a formação dos alunos - Rubeus

O que diz a Base Nacional Comum Curricular

As competências socioemocionais na educação estão previstas na nova Base Nacional Comum Curricular. 

A versão final homologada da Base Nacional Comum Curricular, começa refletindo acerca da definição de Competências:

Na BNCC, competência é definida como a mobilização de conhecimentos (conceitos e procedimentos), habilidades (práticas, cognitivas e socioemocionais), atitudes e valores para resolver demandas complexas da vida cotidiana, do pleno exercício da cidadania e do mundo do trabalho.

Em outro momento, ressalta o desenvolvimento de habilidades e competências pelos alunos: 

Para tanto, prevê que os estudantes desenvolvam competências e habilidades que lhes possibilitem mobilizar e articular conhecimentos desses componentes simultaneamente a dimensões socioemocionais, em situações de aprendizagem que lhes sejam significativas e relevantes para sua formação integral.

Em seu site oficial, a BNCC ressalta a importância das competências socioemocionais na educação. Veja:

Compreender o conceito de competências socioemocionais envolve o estudo das emoções. Ao longo da história, as emoções foram abordadas de diferentes perspectivas: da neuropsicologia, da biologia, dos padrões das espécies, da psicopedagogia, da cultura etc. 
Dentre todas essas abordagens, aquelas voltadas para as competências socioemocionais no contexto escolar são as de interesse nesse texto por abordarem diretamente as novas diretrizes propostas pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC), a proposta de Educação para o século 21 (proposta pela UNESCO) e o ensino integral.

Na prática, isso significa que todas as escolas brasileiras devem incluir o ensino das habilidades socioemocionais em seus currículos.

A seguir, veremos mais sobre a importância das competências socioemocionais na educação, mas antes eu tenho um convite para você!

Já conhece o @canalrubeus?

Lá, postamos diariamente inspirações e informações valiosas para auxiliar na rotina das instituições de ensino.

Sabemos que no cenário educacional muitas notícias e novidades ocorrem rapidamente. Por isso, nada melhor do que saber delas com prioridade, não é mesmo?

Basta clicar na imagem abaixo e irá abrir uma nova aba que te levará para o nosso perfil. Que tal dar uma olhadinha assim que acabar a leitura aqui? ;D

Quero seguir o @canalrubeus!

Qual a importância das competências socioemocionais na educação? 

Se bem implementadas, elas afetam positivamente o desempenho dos alunos. 

Já é comprovado que quando expostos ao ensino de habilidades socioemocionais, tais como resolução de problemas, autocontrole, empatia e responsabilidade, os alunos demonstram um maior desempenho acadêmico.

Além disso, as competências socioemocionais na educação reduzem comportamentos sociais negativos como a prática do bullying. Soma-se a isso a construção de um espaço mais positivo em sala de aula.

Na prática, estimula-se o aprendizado por meio de um ensino mais humanizado, visando uma formação completa do aluno. Ou seja, toda a jornada acadêmica do estudante é enriquecida significativamente e os resultados serão desfrutados a longo prazo, pois o “conteúdo” se tornará uma bagagem para a vida.

Aliás, por falar em ensino humanizado, nós temos um conteúdo que pode agregar muitos insights para você e sua equipe! Nele, reunimos dicas valiosas de como cultivar essa prática em sua instituição de ensino. Clique na imagem abaixo e confira!

Ensino humanizado - Rubeus

Competências socioemocionais na educação em números

Uma pesquisa realizada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), demonstrou que alunos expostos ao aprendizado com foco no desenvolvimento das competências socioemocionais tendem a possuírem um comportamento melhor e a desenvolverem mais autocontrole.

Foram acompanhados um grupo composto por 9,6 mil estudantes com idades entre 10 e 17 anos. E os resultados foram significativos: 

  • Houve um aumento de cerca de 6,7% na melhora do comportamento desses estudantes.
  • Dentre as mudanças de comportamento, está um aumento de 2,3% na Empatia Cognitiva Emocional e até 13,9% no Autocontrole dos estudantes.

4 benefícios das competências socioemocionais na educação

Pesquisas confirmam e professores, pais e diretores concordam: competências sociaisemocionais auxiliam significativamente no desenvolvimento interpessoal do estudante

Além disso, elas podem ser ensinadas, modeladas e praticadas e contribuem ativamente para o sucesso do aluno na instituição de ensino e na vida. 

São inúmeros as vantagens oferecidas pelas competências socioemocionais, abaixo elencamos 4 delas:

  • Concentração, boas decisões e solidariedade

Competências socioemocionais tendem a auxiliar os alunos a administrar com maestria a rotina da vida cotidiana. 

Por trabalhar sentimentos importantes como concentração, análise para tomada de decisões mais calmas e assertivas e a prática da solidariedade, a tendência é que esse comportamento extrapole a sala de aula e estenda-se por toda a vida do indivíduo.

Ilustração

  • Igualdade

As competências socioemocionais promovem a igualdade e a excelência educacional. Isso acontece pelo fato de trabalhar e promover uma relação mais próxima entre instituição de ensino, família e comunidade escolar. 

O intuito é estabelecer ambientes de aprendizagem e experiências de confiança e colaboração. 

👉 Pegue dicas valiosas em nosso conteúdo “8 fontes de confiança para a sua IE conquistar mais alunos”. 

  • Habilidades sociais 

Melhoria nas habilidades sociais e emocionais dos alunos, maior facilidade para desenvolver relacionamentos e melhor percepções da sala de aula. Esses são alguns exemplos de habilidades que são desenvolvidas pelo ensino das competências socioemocionais.

  • Menos ansiedade 

De acordo com pesquisas realizadas recentemente, os índices de ansiedade no ambiente escolar estão em uma crescente, trazendo à tona realidades assustadoras nas instituições de ensino.

Segundo o relatório do Programa de Avaliação Internacional de Estudantes:

Ansiedade no ambiente escolar

Quando bem trabalhadas e desenvolvidas, as competências socioemocionais na educação têm o poder de tornar o ambiente escolar mais leve e ameno. Na prática, isso representa uma diminuição da ansiedade e dos problemas de comportamento.

Entenda mais sobre a ansiedade no ambiente escolar e como lidar com esse assunto que para muitos ainda é “tabu”:

ANSIEDADE NO AMBIENTE ESCOLAR- RUBEUS

Exemplos de competências socioemocionais na educação:

  • Autocontrole;
  • Autoconhecimento;
  • Tradução de sentimentos em palavras;
  • Concentração;
  • Ética;
  • Orgulho das realizações;
  • Autoimagem positiva;
  • Empatia;
  • Demonstração de afeto;
  • Autoestima;
  • Felicidade;
  • Senso crítico;
  • Responsabilidade.

5 dicas simples de como trabalhar as competências socioemocionais na educação

  • Comece o dia com um check-in de sentimentos

Ilustração - Rubeus

Começar o dia letivo com um check-in de emoções pode ser uma ótima forma de identificar bloqueios e ao mesmo tempo entender mais de perto os alunos. 

Além disso, você estará trabalhando a identificação de sentimentos pelos alunos. Dessa forma, a tendência é que desenvolvam o autoconhecimento. 

Caso tenha tempo, uma dica é fazê-los refletir sobre qual a razão para estarem vivenciando esse determinado sentimento e como agirão frente a ele.

  • Explore trabalhos em grupo 

O trabalho em dupla ou em grupo é uma forma muito interessante de desenvolver responsabilidade e senso de equipe.

Atualmente, o que percebemos é uma tendência de distanciamento dos alunos e um certo preconceito quando precisam trabalhar em conjunto. 

Em muitos casos, isso acontece pois eles não sabem gerenciar suas emoções e acabam permitindo que os diferentes pontos de vista afetem sua relação com o outro. 

Trabalhar com um parceiro ajuda os alunos a aprender, a cooperar e desenvolver um clima de companheirismo. 

Ilustração

  • Reserve tempo para uma escrita reflexiva

Dê aos alunos tempo para fazerem um diário e escreverem livremente. Faça do tempo para escrever uma pausa tranquila e relaxante para os seus alunos. 

A escrita tem um alto poder de traduzir sentimentos internalizados que não conseguem ser expressos em palavras.

  • Incentive a expressão por meio da arte

Às vezes, os alunos pensam e sentem coisas que não conseguem expressar em palavras. A arte é uma ótima ferramenta para permitir que eles explorem assuntos de diferentes perspectivas. 

Conforme ressaltamos em nosso conteúdo sobre criatividade, essa habilidade consiste em traduzir novas ideias em realidade e, por isso, é essencial trabalhá-la desde os primeiros passos da criança no ambiente escolar.

Confira nosso conteúdo na íntegra e pegue bastantes dicas:

Criatividade em sala de aula - Rubeus

  • Acalme o ambiente com música

A música tem um alto poder de influenciar seus ouvintes. Já é comprovado que ela auxilia na concentração. 

De acordo com um estudo realizado pela Universidade de Caen, na França, estudar matemática ao som de música clássica aumenta cerca de 12% a concentração.

Ademais, segundo pesquisadores do Reino Unido, algumas músicas têm a capacidade de reduzir a ansiedade em 65%.

👉 Pegue dicas valiosas em nosso conteúdo “A importância da música na educação: 6 benefícios de trabalhá-la em sua IE”.

Considerações finais

Espero que você tenha gostado do nosso conteúdo sobre competências socioemocionais na educação!

Para tornar a sua experiência ainda mais completa, te convidamos a deixar sua opinião nos comentários e a compartilhar esse blog post com alguém. Afinal, uma equipe que aprende junto,  cresce mais rápido. 😉

Plataforma Rubeus

Ajude-nos a melhorar ainda mais esse conteúdo! Comente o que achou! 

Até a próxima!

Paloma Estevam - Rubeus

Receba dicas de captação e retenção de alunos!

Receba quinzenalmente dicas, ideias e inspirações sobre como captar e reter alunos de forma sustentável.

Tenha acesso a ferramentas, processos e boas práticas para tornar sua instituição de ensino referência no mercado educacional.