O processo de como reter alunos é uma ótima forma de medir o desempenho de uma instituição de ensino como um todo. 

Sua IE tem trabalhado a retenção de alunos de forma sustentável? Através de etapas inteligentes, que atuem diretamente sobre a identificação prévia dos estudantes em risco de evasão, é possível evitar a saída de alunos.

É sobre isso que abordamos neste blog post. Boa leitura! 

Introdução

Como reter alunos é um dos principais questionamentos realizado pelas instituições de ensino atualmente. Isso porque focar os esforços apenas na captação não é o suficiente. É preciso estender o cuidado ao longo de todo o seu tempo de permanência na instituição. 

Ademais, para obter êxito, é preciso visualizar o processo de como reter alunos como algo amplo, que vai além das fronteiras da instituição. Ou seja, ao planejar suas ações de retenção é essencial considerar todas as partes envolvidas. Isso inclui a instituição de ensino, os alunos, as ações da concorrência e, até mesmo, os responsáveis (para os casos de escolas). 

Além disso, na retenção de alunos é imprescindível desenvolver ações que garantam o sucesso do aluno

Assim, o processo de como reter alunos está diretamente relacionado ao sucesso do estudante. Mas não é só isso! Ele refere-se também à experiência proporcionada a ele, desde o primeiro dia de aula até a sua formatura. Portanto, ele indica também a eficácia dos processos trabalhados antes da conversão do aluno, tais como a prospecção e a captação.

Quando bem trabalhada, a retenção ajuda na continuidade do estudante mesmo após a conclusão do curso primeiramente escolhido, fazendo uma pós-graduação, por exemplo. Isso acontece pelo fato dele se sentir completamente satisfeito com a experiência recebida por sua instituição. 

Para que isso aconteça, é fundamental criar um conjunto de ações eficazes. Ou seja, que atuem de forma contínua e sustentável juntos aos alunos em diversas esferas (elas vão desde a estrutura da instituição, a questões pessoais e fatores circunstanciais). É o trabalho sinérgico de tais esferas que o mantém com você, do início ao fim. 

Neste Guia Rápido, nós elencamos 12 dicas práticas de como reter alunos de forma sustentável. Mas sugerimos que você leia nosso material completo sobre a retenção de alunos, ele contém tudo o que você precisa saber sobre esse assunto.

Retenção de Alunos: Guia Essencial - Rubeus

12 dicas de como reter alunos em sua instituição de ensino 

  • Crie e mantenha um bom relacionamento 

Você já foi em algum lugar no qual não conhecia quase ninguém e se sentiu entediado por isso? Parecia que ninguém estava interessado em estabelecer um contato. As poucas pessoas que você conhecia pareciam ocupados, sem tempo para conversar com você?

Bem, todo mundo já se sentiu assim alguma vez e sabemos o quão chato e frustrante é.  

Mas você já parou para pensar que é justamente assim que o seu aluno se sente quando sua instituição de ensino não preza por um relacionamento próximo e humanizado? NÃO DEIXE QUE ISSO SEJA UM MOTIVO PARA SEUS ALUNOS EVADIREM! 

Devido à grande concorrência presente no mercado educacional, criar medidas que façam a sua instituição se sobressair em detrimento das demais é indispensável. Através delas é possível fazer com que você seja a escolha do estudante e que ele continue com a sua instituição de ensino. Ou seja, é possível que você desenvolva um processo de como reter alunos realmente efetivo.

Por isso, investir em um bom relacionamento com os potenciais e atuais alunos é uma necessidade. Ou seja, é uma prática importante para criar uma proximidade, promover segurança e extinguir qualquer indecisão ou insegurança que porventura possa haver.

Falando em relacionamento, veja algumas ações nas quais sua instituição pode investir:

  1. Criar ações inteligentes de Marketing Educacional;
  2. Construir uma boa estratégia de Marketing Digital;
  3. Utilizar, estrategicamente, as redes sociais;
  4. Produzir conteúdos pontuais e relevantes.
  • Facilite a transferência de alunos externos 

Imagine a seguinte situação: você viu uma linda camiseta em uma loja e está determinado a adquiri-la. Contudo, quando você vai até a loja, não consegue efetuar a compra, pois o vendedor não permite que você entre na loja. 

Pode parecer uma situação inusitada e difícil de ocorrer, não é mesmo? Mas, infelizmente, é isso que acontece quando a sua instituição de ensino estabelece uma grande burocracia para as transferências externas. 

Processos rígidos, complexos e arcaicos muitas vezes mascaram desorganização e falta de centralização de informações. Logo, a dica é cuidar para não estabelecer nenhum impeditivo para que o interessado faça parte da sua IE. Isto é, para retê-lo com você. 

Além disso, é preciso pensar estrategicamente ao definir seu processo de como reter alunos. Veja, muitos alunos vêm de outras faculdades e esperam que consigam eliminar matérias e, assim, diminuir o famoso sentimento de insegurança e de atraso, que é muito comum em casos de troca de faculdade ou de curso, por exemplo. 

Dessa maneira, o essencial é cuidar para que o tempo de análise dos pré-requisitos das matérias seja o mais otimizado possível. Isso contribuirá para que o aluno não perca o timing. Além de o fazer sentir que sua IE está realmente fazendo o que pode para ajudá-lo a “recuperar” qualquer tempo que talvez ele possa estar perdendo.

  • Monitore a frequência

A frequência é um indicador bem significativo quando o assunto é uma possível evasão e, portanto, a eficácia do processo de como reter alunos. Isso porque, quando as faltas começam a ser frequentes, é sinal de que algo pode estar acontecendo. 

Aqui, é importante que os professores trabalhem em conjunto com a Gestão de Permanência da sua instituição. Assim, será possível realizar o acompanhamento contínuo e recolhimento de informações. Com o apoio de todo o corpo docente será muito mais fácil monitorar os possíveis evasores e enviá-los à equipe de gestão da permanência para que ajam preventivamente sobre eles.

  • Se precisar, renegocie 

Infelizmente, a dificuldade financeira é a responsável por uma grande parcela das evasões de alunos. Por isso, é primordial que a sua equipe de gestão da permanência tenha esse como um indicativo de possíveis saídas. 

Nesse momento, é importante que a equipe do setor financeiro atue de forma inteligente e bem planejada. Daí a importância de se ter um local totalmente integrado que possibilite visualizar de forma estratégica e detalhada toda a situação de cada aluno.

Ademais, caso algum aluno esteja em atraso, por exemplo, é essencial que sua instituição saiba lidar com isso. Faça o possível para que esse não seja um fator que o incentive a sair. Esteja aberto às renegociações e, se possível, negocie descontos atrativos.

  • Dê suporte

O suporte pode fazer uma enorme diferença na hora do seu aluno decidir ficar na sua instituição de ensino. Diversos fatores têm o potencial de influenciar o seu aluno. Por isso, devem ser trabalhados.

Pense, estrategicamente, em questões como a divulgação de vagas de estágio correlatas aos cursos ofertados, isso pode ser uma ótima forma de trabalhar a questão financeira, ao mesmo tempo em que sua IE apoia os primeiros passos do aluno no mercado de trabalho. 

Ademais, pense em questões mais específicas como as monitorias. É crucial que sua instituição esteja sempre atenta às matérias que mais reprovam ou que oferecem um maior grau de dificuldade aos alunos. 

Verifique requisitos, como aprendizagem, métodos de ensino e docente envolvido. Se mesmo após isso a situação permanecer, invista em monitoria. Ao estruturá-las opte, se possível, para alunos que se destacam na matéria. Muitas vezes, a razão para a dificuldade pode estar relacionada à maneira de ensino do docente. Ao optar por uma outra didática, talvez seja mais fácil para o aprendizado.

Uma outra dica importante é pensar em coisas que ajudem no dia a dia. Por exemplo, se você sabe que a maioria dos seus alunos vem de uma outra cidade ou que se mudou devido à faculdade, então por que não ter um espaço reservado para a divulgação de vagas em repúblicas, por exemplo? Ações como essas podem parecer simples, mas são bem vistas por seus alunos, uma vez que demonstram que você se preocupa com eles e não somente com a mensalidade.

  • Invista na modalidade do ensino a distância 

Já passou o tempo em que as instituições de ensino limitavam-se apenas a processos presenciais. Atualmente, com a revolução tecnológica e a popularização da internet, ninguém mais quer fazer parte de processos complexos e arcaicos. 

Por isso, que tal não limitar a sua atuação apenas aos processos presenciais? Investir em cursos na modalidade EAD pode ser o diferencial que falta para a sua instituição de ensino.

Ao optar por essa possibilidade, sua IE estará trabalhando tanto a captação quanto a retenção de alunos. Uma vez que essa modalidade trabalha fatores como flexibilidade e praticidade por não requerer o deslocamento do aluno.

Em nosso blog post sobre captação na modalidade EAD, nós reunimos dicas valiosas, dá uma conferida depois: 

Captação de alunos EAD - Rubeus

  • Conquiste o seu aluno

Como vimos, o relacionamento é a chave para a conquista da confiança dos seus alunos. Contudo, esse é um trabalho constante que deve ser feito TODOS OS DIAS. 

Por esse motivo, transmita aos seus alunos o sentimento de que está trabalhando. Por exemplo, se acaso você concluir que uma matéria em especial apresenta altos níveis de reprovação, que tal direcioná-la uma atenção especial? Você pode pesquisar os motivos e, assim, agir. 

Independentemente dos motivos encontrados e das ações tomadas, o essencial aqui é transmitir aos alunos esse sentimento de que está agindo, ou seja, que entende as dores que eles estão sentindo.

  • Escolha, estrategicamente, a localização da sua instituição

A localização é um fator relevante. Ela tem o poder de atuar significativamente sobre a decisão do seu aluno. Por isso, o essencial é que a localização da sua instituição seja estratégica. 

Sua IE é localizada em um local não muito acessível? Então o ideal é mapear os horários de ônibus e demais transportes que possam ser utilizados pelos alunos. Faça isso e deixe bem visível para que se tenha fácil acesso. 

  • Pense com cuidado na precificação

Como vimos, a questão financeira é sempre um ponto crucial e que “pesa no bolso dos seus alunos”. Por essa razão, deixe sempre bem claro que possíveis reajustes podem ocorrer ao longo do tempo de permanência do aluno em sua instituição.

Além disso, assim como em todos os processos, pense no seu aluno na hora de precificar os cursos. Lembre-se sempre que as suas ações devem ser orientadas a resultados e, para isso, é fundamental colocar o aluno como protagonista.

  • Promova eventos e engaje seus alunos

Manter seus alunos engajados é essencial para fazê-los ficar. Muitas vezes, o desânimo é um dos fatores que contribuem (e muito) para a decisão de parar ou trancar o curso na sua instituição. 

Por isso, trabalhe para que isso não aconteça. Você pode optar por realizar eventos que tenham o poder de despertar o engajamento dos seus alunos.

Grêmio estudantil, visitas técnicas, palestras e feiras de profissões são bons exemplos. Isso porque eles envolvem os alunos e os fazem se sentir próximos e pertencentes à sua instituição de ensino.

  • Proporcione uma experiência memorável

A experiência proporcionada é outro fator extremamente significativo para a decisão de permanecer em sua instituição. 

Através de um conjunto de ações, sua IE pode tornar a experiência de permanência realmente muito satisfatória e, até mesmo, memorável. Assim, será possível trabalhar a educação continuada. Por isso, em todos os pontos de contato com os seus alunos, é fundamental optar por um relacionamento sólido e realmente encantador. 

Muitas instituições acreditam que prezar por uma boa experiência deve ocorrer somente durante o período de prospecção do lead, mas isso é errôneo.

O processo de prospecção é só o estágio inicial de conquista. Ou seja, é indispensável continuar o processo de alto nível junto ao aluno. Isso porque sua IE estará agindo para que ele se identifique, criando uma sólida barreira de saída.

Quer saber mais sobre como proporcionar uma experiência realmente memorável ao seu aluno? Leia nosso conteúdo sobre o Marketing de Experiência, clicando na imagem abaixo:

Marketing de Experiência Educacional - Rubeus

  • Defina procedimentos para identificar estudantes em risco de evasão desde o início

Como vimos, há diversos fatores que devem ser trabalhados para que sua instituição tenha sucesso no processo de como reter alunos. 

Entretanto, há uma outra variável tão ou mais importante do que todas as apresentadas acima: a identificação dos estudantes que pretendem evadir. 

Em resumo, sua instituição de ensino precisa definir indicadores que identifiquem um possível evasor. Eles te auxiliarão na tarefa de reconhecer os riscos. Assim, você pode trabalhar sobre eles através da Gestão da Permanência de alunos.

O importante, nesse momento, é trabalhar preventivamente e não corretivamente às evasões. Para que sua IE não perca o timing, é preciso iniciar esse acompanhamento desde os primeiros passos do lead em sua Jornada de Compra Educacional.

A Rubeus trabalha a Gestão da Permanência de alunos através de 5 indicadores preventivos:

Indicadores preventivos - combate à evasão de alunos - Rubeus

Quando o seu aluno se enquadrar em dois ou mais requisitos, o sinal de alerta deve ser ligado e a sua instituição deve agir. Viu como trabalhá-los facilita a visualização de onde e quando a instituição deve agir? Resultado? Uma diminuição no número de evasões. Você pode saber mais detalhes sobre os indicadores preventivos em nosso blog post específico sobre o assunto:

Guia gestão da Permanência - Rubeus

Caso você queira saber mais detalhes sobre como a Rubeus trabalha o combate à evasão de alunos, através da Gestão da Permanência sustentável, clique na imagem abaixo e te mostraremos tudo!

Soluções para combate à evasão de alunos - Rubeus

BÔNUS: materiais complementares 

Agora que você já conhece nossas dicas, que tal imergir ainda mais no tema de permanência de alunos? Separamos os nossos posts mais acessados sobre isso. Não deixe de conferir!

📌Retenção de alunos na prática: guia essencial para instituições de ensino

📌Permanência de alunos: conteúdo avançado para mitigar a evasão escolar

Conclusão

A prática de como reter alunos é fundamental em qualquer instituição de ensino. 

Ela contribui para que a IE cresça e, assim, se destaque perante o cenário educacional. Por meio de ações simples e práticas é possível criar um relacionamento com o aluno, despertando o sentimento de pertencimento.

Para isso, sua IE pode atuar em diferentes esferas, agindo preventivamente através da Gestão da Permanência de alunos, com o auxílio de indicadores essenciais.

Por fim, cabe a sua instituição atuar de forma inteligente e integrada para que seja possível reter alunos de forma sustentável. Ou seja, através de ações que apresentem resultados sólidos e a longo prazo. 

Agora, queremos saber de você: sua instituição de ensino tem trabalhado ações para reter alunos de forma sustentável? 

Caso você tenha alguma dúvida e deseje saber mais sobre como a Rubeus auxilia as instituições de ensino no combate à evasão de alunos, clique AQUI e marque uma conversa com um de nossos consultores. Ou, se preferir, mande-nos uma mensagem pelo chat! 😉

 

Receba dicas de captação e retenção de alunos!

Receba quinzenalmente dicas, ideias e inspirações sobre como captar e reter alunos de forma sustentável.

Tenha acesso a ferramentas, processos e boas práticas para tornar sua instituição de ensino referência no mercado educacional.