Marketing de Conteúdo Educacional é uma estratégia que vai muito além da produção de materiais que ajudem os potenciais alunos na tomada de decisão.

 

O Marketing de Conteúdo Educacional é um dos principais processos desenvolvidos na metodologia de Inbound Marketing para educação. Essa metodologia, por sua vez pode ser entendida como toda ação realizada pela instituição de ensino com o intuito de atrair o interesse dos seus potenciais alunos.

Na prática, ela consiste na criação de campanhas e conteúdos ricos que conduzam seu potencial aluno ao seu site, blog ou landing pages, que é o primeiro passo para identificar o seu potencial aluno. Em uma analogia, é interessante pensar que se o Inbound fosse um carro, o Marketing de Conteúdo Educacional seria o combustível.

Assim, ao auxiliar o potencial aluno a tomar decisões mais assertivas e esclarecer suas dúvidas a produção de conteúdo pode ser vista como um grande ativo para as IEs. E, por isso, essa prática vem se tornando uma das principais formas de conduzir os interessados à conversão.

 

Como produzir conteúdo que converte mais alunos?

A qualidade e a relevância do conteúdo são os fatores que aumentam as chances de converter mais alunos. Por isso, quanto maior a especialização da sua equipe de produção de conteúdo, de preferência no mercado educacional, melhor será a forma de expor o conteúdo. Por essa razão, é recomendável que os membros da equipe se aprimorem, por meio de estudos frequentes no tema.

Alinhar a comunicação de acordo com as personas e suas etapas na jornada de compra também é um dos pontos necessários para a criação desse tipo de conteúdo. Quando o assunto é esse, uma dica interessante é pensar em assuntos que chamem a atenção dele, despertem sua curiosidade e que, principalmente, resolvam seus maiores problemas.

A jornada de compra dos alunos e o marketing educacional - Rubeus

Benefícios da produção de conteúdo para a conversão de alunos

Além de melhorar os resultados do processo de captação das IES o conteúdo para conversão possui várias vantagens. Confira abaixo as principais:

  • Redução de custos

Ao produzir conteúdos perenes e atemporais, ou seja, aqueles que não possuem uma data de validade e não perdem valor ao longo do tempo, sua instituição possibilita o alcance de resultados a longo prazo. E, por consequência, os custos com a conversão de alunos são reduzidos.

  • Aproximação da instituição com o potencial aluno

Para iniciar a produção de conteúdo, a primeira ação estratégica a ser realizada é o planejamento. Nesse momento você consegue conhecer os mínimos aspectos necessários para direcionar, da melhor forma possível, a comunicação para sua persona.

Com isso, toda a criação de conteúdo passa a ser pautada a responder com eficiência às dúvidas dos potenciais alunos. Tudo isso faz com que o conteúdo consiga cumprir com a função de atrair e aproximar, cada vez mais a instituição de ensino do potencial aluno.

  • Maior número de visitas no site da instituição de ensino

A produção de conteúdo relevante que realmente entrega uma solução aos questionamentos dos potenciais alunos consegue aumentar o alcance. E, com isso, mais potenciais alunos poderão ser atingidos e, mais valor é agregado, impactando no aumento do número de visitas no seu hotsite.

Todos esses benefícios só serão alcançados, se sua equipe conseguir criar um poderoso discurso de condução. Atrair e desenvolver o interesse do potencial aluno até que ele esteja pronto para a matrícula ou a compra de um curso. Para isso, a produção do conteúdo deve utilizar como estratégia publicações em blog e em redes sociais, vídeos, e-books, webinars e envio de e-mail marketing. De forma que todos esses canais e materiais contenham um forte e eficiente discurso de condução que direcione o interessado até a matrícula na instituição.

 

Relevância no conteúdo

O ingrediente chave para uma melhor experiência de conteúdo é a relevância – Jason Miller

Para que a estratégia de Marketing de Conteúdo consiga oferecer valor para os potenciais alunos, é imprescindível cumprir alguns requisitos. Todos os conteúdos devem ser produzidos com informações que atendam necessidades e que, realmente, resolvam o problema dos interessados.

Isso só será possível se seus conteúdos possuírem relevância. E, possuir relevância é falar exatamente o que o seu potencial aluno está interessado. O conteúdo relevante cria uma percepção positiva da sua instituição que facilita a condução do potencial aluno à inscrição. Para isso, é preciso estabelecer um bom planejamento. Pensando nisso, separamos algumas dicas que te ajudarão neste desafio.

 

Dicas essenciais para as IEs converterem mais alunos com o Marketing de Conteúdo Educacional

Apesar dos ótimos resultados que podem ser alcançados por meio da produção de conteúdo, infelizmente essa prática ainda não tem todo o seu potencial explorado pelas instituições. Por isso, separamos algumas práticas para basear todo o planejamento do fluxo de comunicação. E além disso otimizar o seu processo de captação de alunos e aumentar sua conversão de alunos por meio do conteúdo.

  • Crie motes de campanhas direcionadas aos alunos

A criação de campanhas pensadas exclusivamente para responderem às dúvidas dos potenciais alunos é o primeiro passo. Mas como estruturá-las na prática?

A solução é investir em motes de campanhas com temas relevantes, interessantes e específicos para os alunos. Motes são, basicamente, os assuntos principais das campanhas. A definição desses assuntos deve ser uma das prioridades no planejamento. Tendo em vista que são esses temas centrais nortearão toda a produção de conteúdo. Para elaborar esses motes, entenda os comportamentos dos potenciais alunos. Isso facilitará a identificação das melhores abordagens de comunicação nas plataformas digitais.

  • Entregue a mensagem de acordo com o estágio do funil

Nem todas as pessoas que acessam os websites das instituições de ensino estão no momento correto para efetivar a matrícula. Por esse motivo, pensar na melhor maneira de entregar a mensagem de acordo com cada estágio da jornada de compra é essencial. Para te ajudar, a criação de um fluxo de nutrição de Leads é bastante útil.

Para obter melhores resultados, o ideal é que essa nutrição seja direcionada a todos os estágios da jornada de compra do estudante. Entenda um pouco mais sobre cada uma dessas fases e saiba como deve ser o posicionamento adotado em cada uma delas pelo Marketing de Conteúdo das instituições de ensino.

>> Topo do funil (Descoberta)

Nessa fase o potencial aluno ainda não sabe muito o problema que enfrenta. Assim, sua função ao criar conteúdo deve ser investir em conteúdos básicos e mais genéricos sobre o ensino em si. Esses materiais devem atrair a atenção, despertar a curiosidade e principalmente responder possíveis dúvidas dos potenciais alunos. Neste momento não é aconselhável que você fale sobre sua instituição nem dos cursos ofertados por ela.

>> Meio do funil (Consideração)

Nesse momento o potencial aluno já entende que possui um problema e começa a considerar as melhores soluções para resolvê-los. Por isso, a abordagem a ser utilizada pode ser um pouco mais específica e aprofundada. Bons materiais para esse momento são aqueles que consigam captar dados desses Leads, facilitando assim a abordagem utilizada na próxima etapa.

>> Fundo do funil (Decisão)

Aqui, o Lead está muito aquecido e, por isso, muito próximo do momento de fazer sua matrícula. O seu conteúdo será um dos fatores capazes de convencê-lo a realizar uma inscrição em um dos seus cursos. Por isso é a hora ideal de mostrar a ele porque deve escolher a sua instituição dentre tantas outras. Crie conteúdos que evidenciem todos os diferenciais que destacam sua instituição das demais.

Estamos preparando um conteúdo exclusivo com sugestões de conteúdos poderosos divididos em cada etapa do funil para as faculdades, cada nível de ensino das escolas (Ensino Infantil, Ensino Fundamental I, Ensino Fundamental II, Ensino Médio e Pré-Vestibular) e para cursos técnicos e profissionalizantes.

Marketing de Conteúdo Educacional - Rubeus

  • Acrescente pelo menos uma Chamada para ação (CTA) em cada conteúdo produzido

Assim como é importante produzir conteúdo de qualidade para todos os estágios do funil, também é essencial acrescentar CTA`s diferentes para cada uma dessas etapas. Um dos CTA`s que geralmente são usado nos websites das instituições de ensino é o botão “Inscreva-se”. No entanto, ele atende somente aquelas oportunidades que estão no momento de decisão, ou seja, esse CTA é de fundo de funil.

Por isso, investir em CTA’s poderosos de meio e topo de funil permite com que o potencial aluno, que está indeciso, conheça outros materiais ricos e vá avançando no funil. Tornando possível também que ele fique mais próximo de realizar sua inscrição.

  • Proponha uma solução

Para que o Marketing de Conteúdo Educacional seja efetivo é essencial solucionar os questionamentos dos interessados. Para isso, antes de mais nada é fundamental entender muito bem os problemas que eles estão enfrentando naquele momento.

Assim, será possível construir conteúdos que forneçam subsídios e informações importantes que atendam diretamente suas necessidades. Com essa prática, provavelmente os interessados agregarão valor ao seu material, o que aumentará sua autoridade naquele assunto.

  • Monitore seus resultados por análise de métricas

Para o sucesso do Marketing de Conteúdo Educacional monitorar os resultados obtidos por essa prática é essencial. Para isso, recomendamos o uso de ferramentas eficientes que permitam esse tipo de acompanhamento. O Google Analytics é uma delas. Por meio dessa prática será possível chegar à melhoria contínua. Identificando quais conteúdos estão gerando bons e maus resultados e, assim, otimizá-los.

 

Conclusão

De acordo com a pesquisa EduTrends realizada por uma parceria entre as empresas Rock Content e Resultados Digitais:

O Marketing de Conteúdo pode trazer 3 vezes mais resultados que estratégias tradicionais de marketing e custa até 62% menos.

Com isso, é fácil perceber que investir em Marketing de Conteúdo Educacional pode potencializar a conversão de alunos das instituições de ensino. E essa produção de conteúdo pode ser realizada em diferentes formatos e podem (e devem) ser vinculados em diversos canais. Mas, para aumentar as chances de sucesso é importante que esses canais sejam aqueles nos quais seus potenciais alunos participam ativamente (para aumentar o alcance e engajamento).

Também vimos que sem o Marketing de Conteúdo Educacional, a prática de Inbound Marketing pode perder muita efetividade. No entanto, a sinergia entre a produção de conteúdo e o Inbound figuram uma parceria perfeita capaz de elevar os resultados da conversão de alunos.

Agora queremos saber como o Marketing de Conteúdo Educacional é desenvolvido por sua instituição. Conte-nos a sua experiência. 🙂

ATIVE O NOSSO ENVIO DE CONTEÚDO!
Ative o nosso envio de conteúdo para ter nossas melhores dicas e estratégias em primeira mão na sua caixa de entrada.