Mindset de crescimento nas equipes educacionais: 4 dicas importantes

Equipes que cultivam a mentalidade de crescimento focam em um processo contínuo de aperfeiçoamento, são maleáveis e se adequam rapidamente à mudanças. Confira, agora, 4 dicas de como desenvolver o mindset de crescimento nas equipes educacionais.

Introdução

Para iniciar este conteúdo, quero te convidar a pensar nas equipes de alto desempenho que você teve algum contato ao longo de sua carreira. 

Pensou?

Agora, mais um pedido: o que elas têm em comum

Para te ajudar, vou dar algumas sugestões de características que, muito provavelmente, elas possuem:

  • Sempre estão atentas a movimentos do mercado e procuram se atualizar rapidamente às inovações;
  • Possuem objetivos bem definidos e audaciosos;
  • O ambiente de trabalho é flexível e incentiva a participação ativa dos funcionários;
  • As mudanças são encaradas como melhorias;
  • Os funcionários cultivam uma cultura de crescimento e evolução constante.

E, aí? Acertei? Me conta lá nos comentários! 😉

Sabe o que todas essas características revelam? Mindsets de crescimento

O que são mindsets?

O termo “mindset”, também conhecido como “configuração da mente” ou “modelo mental”, se refere a uma predisposição psicológica que um indivíduo ou um grupo social, possui em relação a pensamentos e padrões de comportamento. 

De acordo com o livro “Mindset: a nova psicologia do sucesso”, as pessoas possuem dois tipos de mindset: o fixo e o de crescimento

Pessoas com mentalidade fixa pensam que seus traços são inatos. Cada situação exige uma confirmação de sua inteligência, personalidade ou caráter. Em suma, seu sucesso depende da sua aptidão. Você é inteligente ou não. Você é bom em alguma coisa ou não. É o que é, não tem como mudar.

“Acreditar que suas qualidades são imutáveis — o mindset fixo — cria a necessidade constante de provar a si mesmo seu valor. Se você possui apenas uma quantidade limitada de inteligência, determinada personalidade e certo caráter moral, nesse caso terá de provar a si mesmo que essas doses são saudáveis. Não lhe agradaria parecer ou sentir-se deficiente quanto a essas características fundamentais.”
Dweck, Carol S. Mindset: a nova psicologia do sucesso. Publicado anteriormente como: “Porque algumas pessoas fazem sucesso e outras não”. Tradução: S, Duarte. Editora Objetiva.

Já as pessoas com mindset de crescimento acreditam que o sucesso é determinado pelo esforço e conseguem enxergar um propósito em cada obstáculo que enfrentam, transformando a experiência em aprendizado. Indivíduos com mindset de crescimento se recuperam de erros rapidamente, reconhecendo-os como parte do processo de aprendizagem.

“[..] mindset de crescimento se baseia na crença de que você é capaz de cultivar suas qualidades básicas por meio de seus próprios esforços. Embora as pessoas possam diferir umas das outras de muitas maneiras — em seus talentos e aptidões iniciais, interesses ou temperamentos —, cada um de nós é capaz de se modificar e desenvolver por meio do esforço e da experiência. “
Dweck, Carol S. Mindset: a nova psicologia do sucesso. Publicado anteriormente como: “Porque algumas pessoas fazem sucesso e outras não”. Tradução: S, Duarte. Editora Objetiva.

Ilustração - Rubeus

Identificando os mindsets dos componentes da sua equipe

Conforme ressaltamos em nosso conteúdo “Dicas de ouro sobre como ser um bom gestor educacional (tudo o que não te contaram)”, as equipes são formadas por diferentes perfis de pessoas, que naturalmente, possuem diferentes comportamentos e visões sobre o mundo. Portanto, é normal que haja opiniões diferentes.

A diferença de pensamento e pluralidade, quando administradas com clareza e ordem, são favoráveis às equipes, pois possuem o poder de agregar criatividade às decisões. Além disso, tende a proporcionar discussões sobre diversos temas importantes, avaliando-os sob diferentes perspectivas.

Provavelmente, sua instituição de ensino possui diversas equipes, cada uma com responsabilidades e objetivos específicos. E, provavelmente, você, leitor, faz parte de uma equipe. Por isso, quero te convidar a analisar bem as imagens abaixo e identificar quem é quem na sua equipe, incluindo você!


A ilustração elenca as habilidades dos profissionais com perfil de comunicadores.

A ilustração elenca as habilidades do profissional com perfil de executor - Rubeus

Identificou quem é quem? Então, agora eu tenho mais um desafio para você: identificar qual o tipo de mindset cada um deles possui. Anote sua “classificação” para não esquecer de ninguém e lembre-se:

  • Pessoas com mentalidade de crescimento não possuem vergonha de admitir suas falhas e imperfeições, ao mesmo tempo em que estão abertos a comentários e dispostas a aprender e melhorar. Elas vêem a mudança como crescimento e oportunidade, em vez de ameaça de perda.
  • As pessoas com o mindset fixo adotam posturas como: “Sou um fracasso total”, “Sou um idiota”, “Sou um perdedor”, “Todos os outros são melhores do que eu”, “Sou um lixo”. Em outras palavras, são desencorajados por obstáculos e tendem a desistir facilmente.

Identificou? E agora, o que fazer com essa informação? Utilizá-la para conscientizar e mudar o que precisa ser melhorado! A seguir, veremos mais sobre como o tipo de mindset tem o poder de impactar o ambiente de trabalho. Mas antes, preciso te fazer um convite! 

Receba nosso conteúdo em seu e-mail!

Assine a nossa newsletter e receba insights poderosos sobre captação, Gestão da Permanência e Marketing Educacional, gratuitamente, diretamente em seu e-mail. 

Junte-se a uma rede composta por mais de 7.000 pessoas! Venha crescer junto com a gente!

QUERO RECEBER NOVIDADES DA RUBEUS

Como o mindset afeta o local de trabalho?

Antes de vermos como trabalhar o mindset de crescimento nas equipes educacionais, precisamos identificar o quanto ele pode afetar o ambiente de trabalho.

Cada vez mais, empresas dos mais diversos ramos de atuação estão enxergando nos tipos de mindsets informações importantes para escolher seus funcionários.  

À medida que analisam, percebem a diferença entre as mentalidades fixas e de crescimento e como elas podem afetar consideravelmente o desempenho do local de trabalho. No cenário educacional, isso não é diferente. Cultivar o mindset de crescimento nas equipes educacionais tem o poder de revolucionar a gestão educacional

Com uma mentalidade construtiva, as pessoas que compõem as equipes serão:

  • Motivadas para aprender e melhorar com feedback;
  • Capazes de mudar e adaptar habilidades, comportamentos e atitudes mais rapidamente;
  • Dispostas a compartilhar o conhecimento;
  • Possuem um alto senso de responsabilidade.

4 dicas para trabalhar o mindset de crescimento nas equipes educacionais

  • Conscientize

A nossa primeira dica de como promover o mindset de crescimento nas equipes educacionais é a conscientização.

Talvez, essa seja a parte mais difícil: fazer com que cada componente da equipe enxergue qual o seu perfil e que compreenda como o seu comportamento individual afeta o desempenho da equipe como um todo. 

Para começar a mudança, uma dica é conversar e compartilhar recursos sobre o assunto, tais como este blog post, por exemplo, livros ou vídeos que os ajudem a entender. Assim, será possível fazê-los perceber, por eles mesmos, o que precisa ser melhorado.

  • Atue de forma diferente de acordo com o mindset

Atuar estrategicamente é a nossa segunda dica de como promover o mindset de crescimento nas equipes educacionais.

Pessoas com mindset fixo tendem a ficar confusas quando de frente para desafios que os façam sair da sua zona de conforto. Em contrapartida, pessoas com mindset de crescimento que não são incentivadas a ir além de sua rotina, tendem a ficar desmotivadas.

Por isso, a dica é identificar os comportamentos das pessoas com mentalidades de crescimento e, em seguida, focar no desenvolvimento dessas habilidades específicas em seu pessoal. 

Já as pessoas com mindset fixo, o adequado é fazê-las enxergar que desafios podem ajudá-los a crescer profissionalmente, sempre focando nos resultados e o que de bom virá daquilo. Além disso, é muito importante atuar com muito foco, estabelecendo metas claras, realizando acompanhamento constante e estando aberto para orientações.

  • Meça os resultados, não as horas

Uma vez, um amigo compartilhou comigo que estava desanimado sobre o seu trabalho. Perguntei qual era o motivo e ele me respondeu: “Eu não posso sentar”. 

Ele me explicou que seus patrões não permitiam que o pessoal sentasse, pois tinham medo de que a produtividade caísse. Depois de 3 semanas, meu amigo pediu demissão. 

Fico pensando em quantos funcionários a empresa já perdeu pelo simples fato de não permitir que eles sentassem. É claro que, a situação não se resume somente a sentar ou não, e sim a cuidar de seus funcionários. 

Empresas que incentivam um mindset de crescimento, prezam por um ambiente favorável e saudável, pois sabem que isso tem o poder de impactar significativamente o ânimo e a motivação de cada um dos seus funcionários. 

Funcionários felizes liberam dopamina e dopamina é sinônimo de prazer, fazendo com que o funcionário se entregue e se sinta parte da empresa. O resultado? Alto desempenho das equipes.

Outro ponto importante é que, na maioria das vezes, pessoas com mentalidade de crescimento gostam de ser classificadas pelos seus resultados, não por métricas tradicionais, como as horas de trabalho. Existe até um termo para isso: trabalho baseado na confiança.

  • Invista em Design voltado para inovação

Nossa dica número 4 sobre como promover o mindset de crescimento nas equipes educacionais é a inovação.

Uma mentalidade de crescimento em sua equipe é aquela que busca melhorar constantemente, e isso é bom para a sua instituição de ensino, porque é preciso se adaptar continuamente com o intuito de manter a competitividade e não abrir espaço para os seus concorrentes. 

Uma dica para promover a inovação e o aperfeiçoamento contínuo é a utilização do Design Thinking. 

Em suma,  Design Thinking consiste no conjunto de ideias e insights elaborados sob a perspectiva de resolução de problemas ou aperfeiçoamento de algum produto ou serviço. 

Quando aplicado ao cenário das instituições de ensino, o Design Thinking na educação auxilia na construção de uma experiência memorável ao estudante. Esse processo gera também uma melhoria na gestão educacional e promove uma maior empatia junto aos potenciais alunos.

Saiba mais sobre como promovê-lo na prática e inovar. Clique na imagem abaixo e confira o nosso conteúdo na íntegra!

DESIGN THIKING N EDUCAÇÃO - RUBEUS

Material bônus: como sua equipe tem trabalhado? 

Já que o nosso assunto mindset de crescimento nas equipes educacionais, não posso deixar de compartilhar com você esse material!

Para estruturar um bom processo de captação de alunos, é muito importante que a sua instituição de ensino possua uma equipe preparada, da portaria à sala de aula.

Manter a sua equipe sempre motivada, prestativa e apta a proporcionar um atendimento de excelência é um dos fatores que pode destacar (e muito) a sua IE perante o mercado educacional.

Outra dica muito importante: ter clareza sobre todas as metas e objetivos de curto e longo prazo é essencial na hora de montar um bom planejamento para a sua captação de alunos.

Confira todas as nossas dicas de como criar equipes focadas no sucesso, seguindo nosso perfil no Instagram. Lá, postamos diversos materiais que podem te inspirar. 

Clique na imagem abaixo e confira as nossas dicas!

Instagram Rubeus

Considerações finais

Espero que você tenha gostado do nosso conteúdo sobre como promover o mindset de crescimento nas equipes educacionais.

Para finalizar, te convido a compartilhar esse blog post com alguém. Afinal, uma equipe que aprende junto,  cresce mais rápido. 😉

Plataforma Rubeus

Ajude-nos a melhorar ainda mais este conteúdo! Comente o que achou! 

Até a próxima!

Paloma Estevam - Rubeus