Alfabetização digital: qual a sua importância? Descubra em 7 minutos!

Você já ouviu falar em alfabetização digital? Descubra os conceitos fundamentais, benefícios e múltiplas aplicações dessa prática! 

Neste conteúdo, compilamos informações importantes acerca da alfabetização digital. Além disso, listamos 3 motivos que ilustram o porquê a sua instituição de ensino deve investir nesse tipo de ensino-aprendizagem! Boa leitura e bons insights!

O que é alfabetização digital?

Em resumo, a alfabetização digital se refere à capacidade que uma pessoa possui de encontrar, avaliar e compartilhar informações em plataformas digitais.

Consiste em colocar em prática habilidades necessárias para viver, aprender e trabalhar em uma sociedade na qual a comunicação e o acesso à informação são cada vez mais comuns e inerentes ao dia a dia das pessoas. Ou seja, é saber lidar com as tecnologias digitais, como plataformas interativas, mídias sociais e dispositivos móveis, por exemplo.

Atos simples como pesquisar, filtrar, avaliar, reproduzir e compartilhar informações no ambiente virtual fazem parte da alfabetização digital. Por ser um tema cada vez mais necessário, a alfabetização digital deve ser trabalhada desde cedo dentro e fora da sala de aula. 

Alfabetização digital e a educação midiática

A alfabetização digital faz parte da educação midiática. Essa, por sua vez, consiste em uma forma de incentivar a responsabilidade e o senso crítico perante as muitas informações difundidas no século 21

Desenvolver habilidades de pensamento crítico é essencial em um mundo altamente globalizado no qual nos deparamos com tantas informações em diferentes formatos. 

Ambas, alfabetização digital e educação midiática, fazem parte da ideia de “alfabetização informacional“, que é a capacidade de encontrar, identificar, avaliar e usar informações com eficácia. 

Já conferiu nosso conteúdo sobre a educação midiática? Nele, ressaltamos alguns conceitos importantes e dicas de como aplicá-la em sala de aula. Clique na imagem abaixo e confira!

EM QUE CONSISTE A EDUCAÇÃO MIDIÁTICA - Rubeus

Panorama atual

Segundo dados divulgados pela OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico), responsável pelo exame internacional Pisa, dois terços dos adolescentes brasileiros não sabem diferenciar fato de opinião

Para o estudo, foram avaliadas as habilidades de interpretação de textos de alunos de 15 anos em 79 países. 

Esse número revela o risco cada vez maior de exposição e disseminação de notícias falsas por quem compõem a chamada analfabetização digital. Ou seja, há uma enorme sangria que revela a importância das instituições de ensino, junto aos pais, promoverem ações disruptivas de alfabetização digital e educação midiática. 

Ilustração

Qual a importância da alfabetização digital?

Infelizmente, a alfabetização digital ainda é um tema pouco discutido no cenário educacional. Entretanto, ela é primordial para a preparação acadêmica e social do aluno. Veja a seguir alguns dos principais benefícios de investir nessa prática:

  • Senso de responsabilidade

É cada vez mais necessário que os estudantes desenvolvam senso de responsabilidade no ambiente eletrônico. Infelizmente, a perspectiva que ainda predomina é a de que a internet é “terra sem lei”, porém, estamos vendo que isso está mudando. 

Vale ressaltar ainda o quão prejudicial pode ser a disseminação de informações e boatos, através do ciberbullying. 

Segundo levantamento realizado pela SaferNet Brasil, em parceria com o Ministério Público Federal (MPF), só no ano de 2018 foram registradas cerca de 133.732 queixas referentes a delitos no ambiente virtual. Isso equivale a, pelo menos, 366 ocorrências diárias.

Se compararmos aos números do ano anterior (2017), quando houve 63.698 denúncias, o número mais que dobrou, registrando crescimento de 110%.

  • Preparação para o ambiente tecnológico

Principalmente nos primeiros anos de escola, a alfabetização digital é muito importante, pois pode preparar a criança para “entrar” no mundo tecnológico de uma forma mais segura e equipada.

Para quem cursa o ensino superior, verifica-se a importância que esse aprendizado terá em seu local de trabalho, haja vista que, muito provavelmente, será necessário interagir com as pessoas em ambientes digitais, utilizar as informações de maneira apropriada e criar novas ideias e produtos de forma colaborativa. 

No mundo digital de hoje, quase todas as carreiras exigem comunicação digital em algum ponto, portanto, equipar os alunos com as habilidades para encontrar, avaliar, comunicar e compartilhar conteúdo online de maneira eficaz e responsável é a chave para o futuro deles. 

Ilustração

  • Sabedoria em consumir conteúdos

Os alunos alfabetizados digitalmente sabem como encontrar e consumir conteúdo digital. Eles sabem como criar, comunicar e compartilhar conteúdo.

Os alunos que estão desenvolvendo habilidades de alfabetização digital entendem os conceitos básicos de segurança na internet, como criar senhas fortes, entender e usar configurações de privacidade e saber o que compartilhar ou não nas redes sociais. 

3 dicas de como trabalhar a alfabetização digital na sala de aula

  • Agregue a tecnologia à sala de aula

A tecnologia já é parte integrante da vida da grande maioria dos estudantes. Dentro de sala de aula, isso não é diferente. Por isso, a dica é utilizá-la a favor da educação. 

Você pode apostar na utilização de jogos interativos, bibliotecas virtuais e ou pesquisa digital sobre determinado tema. Dessa forma, você estará trabalhando com assuntos atuais, ao mesmo tempo em que promove a alfabetização digital e a conscientização acerca do tema.

👉Pegue dicas estratégicas em nosso conteúdo: “Como aplicar a gamificação na educação: 5 dicas para gamificar a sua aula”.

  • Promova palestras sobre o tema

Nada melhor para conscientizar do que abordar o tema em palestras e ou bate-papos. Se possível, reserve momentos para que os alunos estejam em contato com o assunto e entendam a finalidade de aprender sobre ele. 

Sua instituição de ensino pode apostar em palestras interativas que promovam a participação ativa dos alunos.

  • Conscientize pais e/ou responsáveis 

Infelizmente, muitos pais não estão à par da vida virtual de seus filhos. Alguns porque não se interessam e outros porque não compreendem o básico sobre tecnologia. 

Frente a isso, uma boa prática é incentivar os responsáveis a estarem mais envolvidos na vida virtual de seus filhos, monitorando postagens e acompanhando as interações. 

Especialmente no caso de crianças, esse acompanhamento de perto é essencial para prevenir problemas posteriormente. Crianças, em seu processo de formação, são muito influenciáveis e quando expostas a críticas e conteúdos ofensivos, tendem a desenvolver consequências para o resto da vida.

Material complementar para enriquecer a sua experiência!

Com o intuito de tornar a sua experiência mais completa, separei algumas dicas de leitura, veja só:

👉Plataformas adaptativas na educação: definições, benefícios e critérios para escolher

👉Gestão escolar e família: 5 motivos para colocar essa parceria em prática

👉Geração Z e captação de alunos: sua instituição de ensino sabe como fazer isso?

Considerações finais

Espero que você tenha gostado do nosso conteúdo sobre alfabetização digital!

Para finalizar, te desafio a compartilhar esse blog post com alguém. Afinal, uma equipe que aprende junto,  cresce mais rápido. 😉

Assine nossa newsletter - Rubeus

Ajude-nos a melhorar ainda este conteúdo! Comente o que achou! 

Até a próxima!

Natália de Paula - Rubeus