Você sabe o que é Learning By Doing? E sua instituição de ensino sabe como aplicá-lo na prática? Essa técnica pode ser muito útil para proporcionar um aprendizado mais completo e promover uma conexão efetiva entre a teoria e a prática. Veja agora mais detalhes!

Desde já te convidamos a compartilhar este conteúdo! Se você conhece alguém que precisa saber mais sobre o que é Learning By Doing e por que sua aplicação é tão eficaz,  copie o link da url e compartilhe esse conteúdo! 😉

Boa leitura e bons insights!

Introdução

Você já ouviu alguém falando que a melhor forma de aprender, é fazendo? Essa expressão ilustra bem o que é Learning By Doing. 

Sabemos que a parte teórica do conhecimento é primordial para oferecer uma base eficiente e ampla para a aprendizagem. Contudo, sabemos também que, muitas vezes, a teoria não ilustra a dimensão exata do conteúdo aprendido. Portanto, para esses casos, o famoso “mão na massa” pode ser a solução ideal. 

Ilustração

Além disso, outro ponto importante, é que a lista de técnicas de ensino-aprendizagem está em constante expansão. Isso porque existem várias maneiras de adquirir e transmitir conhecimento. Como resultado, existem diversas técnicas para isso. Uma delas é o Learning By Doing.

Em síntese, essa forma de ensino apresenta resultados altamente atrativos devido às várias vantagens que a acompanham. Portanto, veremos mais detalhadamente algumas delas.

O que é Learning By Doing?

Em resumo, Learning By Doing (“Aprender Fazendo” em tradução para o Português), consiste em uma técnica de aprendizagem que trabalha a premissa de que somos capazes de aprender mais sobre algo quando praticamos, ou seja, colocando a  “mão na massa”.

Um exemplo prático disso ocorre quando estamos no processo de aprender a tocar um instrumento musical. Enquanto estamos lendo as partituras e aprendendo teoricamente sobre ele, não temos o entendimento claro de seu potencial. A compreensão se expandirá por completo quando começam as aulas práticas. Aí sim, será possível sentir como o instrumento realmente funciona, concorda comigo? 

Ademais, outro exemplo mais direcionado às salas de aula, são os experimentos de Química. Quando os alunos estão estudando as fórmulas não possuem dimensão do que aquilo representa no mundo físico. Já quando o professor realiza o experimento na prática, aplicando as fórmulas, eles podem ver reações químicas envolventes que materializam o conteúdo aprendido. 

Ilustração

O Learning By Doing possibilita o envolvimento ativo e fornece um aprendizado mais profundo, ressaltando o fato de que não há problema se o aluno cometer erros ao aprender, desde que aprenda com eles e assim, não volte a cometê-los. 

Ademais, o  Learning By Doing permite que as pessoas associem sentido às suas experiências. Além de ser uma abordagem pedagógica na qual os professores conseguem envolver os alunos em modos de aprendizagem mais práticos e criativos.

Quais são seus benefícios?

Já que o nosso assunto de hoje é o que é Learning By Doing, não podemos deixar de mencionar seus benefícios. Abaixo elencamos 3 deles, veja só:

  • Extremamente envolvente

Em suma, o primeiro benefício do Learning By Doing é ser envolvente e memorável. Uma vez que requer ação da parte do aluno, se torna mais difícil esquecer. Isso vai de encontro aos métodos tradicionais de aprendizagem como os livros ou a leitura de artigos científicos, no qual os alunos tendem esquecer mais facilmente.

Em síntese, quando o aluno é exposto a uma situação em que tem que praticar o que precisa aprender, é mais fácil lembrar. Isso porque será desenvolvida uma experiência de aprendizagem, uma experiência prática. 

Ilustração

Cada ação oferece experiências de aprendizagem personalizadas, abrindo espaço para a motivação. Essa, por sua vez, atua como uma “mola propulsora” que dá sentido ao que é aprendido. 

  • “Faz sentido”

Se você é um profissional da educação, muito provavelmente já ouviu aquela famosa pergunta “Pra que eu vou estudar isso se não tem nada a ver com a profissão que eu escolhi?”. Infelizmente, perguntas como essas ainda são frequentes por parte dos alunos. Isso ocorre, muitas vezes, porque o aluno não enxerga a conexão daquele conteúdo com o seu dia a dia. Por isso, o Learning By Doing é tão eficaz.

Essa forma de aprendizagem também está profundamente integrada na vida dos alunos. O aprendizado é fixado quando os alunos podem aplicar o que aprenderam.

  • Desenvolve habilidades 

Outro benefício de aprender fazendo é que os alunos desenvolvem suas habilidades para o sucesso. O Learning By Doing incentiva o aluno – e o professor – a sair de sua zona de conforto, descobrir, assim, algo novo. 

Além disso, estimula-se a curiosidade, pensamento crítico e a perseverança uma vez que o aluno está fadado a cometer erros.

Ilustração

A seguir, veremos dicas de como aplicar o Learning By Doing na prática, mas antes, veja só esse convite especial que separei para você!

Uma breve pausa para um convite

Sabemos que no cenário educacional muitas notícias e novidades ocorrem rapidamente. Por isso, nada melhor do que saber delas com prioridade!

Em nosso Instagram postamos diariamente inspirações e informações valiosas para auxiliar na rotina das instituições de ensino. Que tal dar uma olhada? 

Basta clicar na imagem abaixo e irá abrir uma nova aba que te levará para o nosso perfil. Você pode dar uma olhadinha assim que acabar a leitura aqui! ;D

Quero seguir o @canalrubeus!

Como aplicar o Learning By Doing?

  • Expanda o aprendizado para fora da sala de aula

Direcionar os alunos para laboratórios, bibliotecas e auditórios pode ser uma ótima forma de incentivar o aprendizado na prática. 

Permitir que eles encontrem seus próprios métodos de ensino pode ser outra forma de incentivar o Learning By Doing

  • Faça perguntas e incite respostas 

Ao fazer perguntas, a tendência é gerar dúvidas. Após deixar a famosa “pulga atrás da orelha”, incentive que eles busquem as respostas em pesquisas, que procurem diferentes fontes que deem embasamento ao aprendizado.

  • Aproveite diferentes recursos

Com o intuito de dar um “novo ar” às aulas, uma parte importante é utilizar as tecnologias para facilitar o aprendizado. Você pode utilizar o Google Earth, por exemplo. 

Se possível, utilize também jogos educativos, eles auxiliam e muito no aprendizado.

Falando especificamente do ensino infantil, temos algumas sugestões de recursos que podem ser utilizados e, assim, gerar muitos resultados positivos, veja:

E aí, gostou?

Espero que esse conteúdo tenha sido útil! Para tornar sua experiência ainda mais completa, eu tenho um material complementar para você!

Se você ainda não fez o download do nosso material Modelos de Scripts para venda de cursos avançados, essa é a sua chance! Elaboramos cinco modelos de script para vendas para você potencializar os resultados da sua prospecção de alunos por telefone.

Eles abordam exemplos de comunicação nas cinco situações que mais necessitam de atenção durante todas as etapas da jornada de compra de uma Instituição de Ensino Superior (IES).

Clique na imagem e garanta o seu!

5 scripts de vendas avançados para a prospecção de alunos por telefone - Rubeus

Agora, queremos saber de você! Gostou do nosso conteúdo sobre o que é Learning By Doing? Conta para a gente aí nos comentários! 😉

Receba dicas de captação e retenção de alunos!

Receba quinzenalmente dicas, ideias e inspirações sobre como captar e reter alunos de forma sustentável.

Tenha acesso a ferramentas, processos e boas práticas para tornar sua instituição de ensino referência no mercado educacional.