Estruturar um curso que supere as expectativas dos alunos requer muito planejamento e análise. Para isso, é preciso criar ações que vão de encontro às necessidades reais dos estudantes. Por meio do learning analytics é possível utilizar dados para conhecê-los e, assim, criar expectativas personalizadas de ensino. Pensando na importância desse tema, falaremos agora sobre o que é learning analytics e qual a sua importância para tornar o processo de ensino-aprendizagem mais completo. Vem comigo?

Nesse conteúdo, você encontrará conceitos, aplicações e dicas sobre o que é learning analytics. Além disso, reunimos materiais complementares para tornar a sua trilha de aprendizagem mais completa. Boa leitura e bons insights!

Introdução

Quando falamos em experiência do estudante, nos referimos a diversos elementos indispensáveis para a construção de momentos únicos e memoráveis. Em nosso blog post “Experiência do estudante: como criar experiências únicas”, elencamos de forma detalhada todas as etapas primordiais para conduzir o aluno a momentos inesquecíveis. Aliás, se você não leu esse conteúdo na íntegra, sugiro que reserve um tempinho para conferi-lo, porque com certeza ele será de grande valia para a sua instituição de ensino.

No que tange experiências marcantes, não podemos ignorar um dos elemento indispensáveis para o êxito desse processo: conhecer o aluno de perto. Na prática, isso significa possuir informações sobre o seu processo de aprendizagem

É através dessa coleta de dados e posterior análise que torna-se possível identificar os pontos altos e baixos da sua jornada acadêmica, ou seja, momentos e fatores importantes que serão sinônimo de satisfação ou insatisfação.

Ilustração

Além disso, outro ponto importantíssimo para a construção de uma experiência inesquecível ao longo do processo de aprendizagem, é o fato de que os alunos não devem mais ser encarados como “recipientes vazios” nos quais o conhecimento pode simplesmente ser derramado. Na prática, isso significa que cada aluno vai adquirindo uma bagagem única ao longo da sua jornada acadêmica, e esta interfere direta e/ou indiretamente em sua aprendizagem.

Dessa forma, aprender deve ser encarado como um processo que envolve mudança de conhecimento. Por isso, podemos dizer que o conhecimento não é algo feito para os alunos, mas sim pelos próprios alunos

Conforme ressaltamos em nosso conteúdo “Neuroeducação no processo de aprendizagem: a ciência que pode revolucionar a educação” é preciso levar em consideração os conhecimentos prévios dos alunos, bem como suas habilidades, pontos de vista e necessidades de adaptação.

Ao conduzir uma análise detalhada e pautada em dados reais do aluno, se torna possível desenvolver um ambiente de aprendizagem positivo e altamente envolvente e é nesse contexto que surge o learning analytics.

Conceitos iniciais: o que é learning analytics?

Em suma, o learning analytics, ou análise da aprendizagem, consiste na coleta, análise e avaliação de dados sobre os alunos e seus contextos com o objetivo de compreender e melhorar os resultados de aprendizagem.

Governos, instituições de ensino privadas, órgãos educacionais e grandes provedores de cursos on-line coletam diversos dados sobre seus alunos e como eles aprendem. Alguns exemplos mais conhecidos são o Censo Escolar (educação básica), o CenSup (educação superior), o Enade e o Enem. 

Todos esses dados, no entanto, não são tão explorados quanto poderiam para desenvolver um panorama detalhado sobre as necessidades dos alunos, bem como o desenvolvimento dos métodos e ferramentas de ensino-aprendizagem.

Muitos dos dados disponíveis não estão “processados”, ou seja, estão “espalhados” por múltiplos programas educacionais. O grande desafio das equipes é analisá-los e transformá-los em informações úteis e relevantes. 

Na prática, isso significa recolher os insumos e transformá-los em insights para boas tomadas de decisão pelos gestores e equipes educacionais. 

Adiante, veremos mais sobre exemplos de dados que podem ser utilizados como fontes de insights para a melhoria dos processos educacionais. Mas antes, eu tenho um convite para você!

Receba insights valiosos e gratuitos do cenário educacional!

Entre para o nosso grupo privado e receba insights poderosos sobre os principais acontecimentos do cenário educacional, boas práticas para captação de alunos, Gestão da Permanência e Marketing Educacional. Tudo isso, gratuitamente, diretamente em seu e-mail. 

Junte-se a uma rede de profissionais que possuem o mesmo objetivo que você! Venha crescer junto com a gente!

QUERO RECEBER NOVIDADES DA RUBEUS

 

Como o learning analytics pode ser benéfico para a minha instituição de ensino?

Já que estamos abordando sobre o que é o learning analytics e qual a sua importância para a qualidade do ensino, não poderíamos deixar de mencionar seus benefícios para as IEs, observe:

  • Ferramentas de aperfeiçoamento do ensino 

Como vimos, a análise de aprendizagem fornece aos gestores educacionais ferramentas valiosas para estudar o processo de ensino-aprendizagem. Além disso, quando os dados se transformam em informação, as instituições de ensino podem perceber, na prática, necessidades nas quais podem e devem atuar. 

Frase - Rubeus

  • Aperfeiçoamento do processo de ensino-aprendizagem

Por meio das técnicas do learning analytics, torna-se possível aperfeiçoar o processo de ensino-aprendizagem. Isso acontece pois se tem uma base real acerca do comportamento dos alunos. A partir disso, é possível estruturar ações com o objetivo de atuar em pontos que nitidamente demandam melhoria.

  • Avaliação factível dos resultados

Por se basear em insumos produzidos a partir da realidade dos próprios alunos, o learning analytics torna factível avaliar resultados e a eficácia de cada ação realizada pela instituição de ensino. 

  • Identificação de pontos fracos

Outro ponto positivo que precisamos ressaltar em nosso conteúdo sobre o que é learning analytics é o aumento do desempenho dos alunos.

Com o learning analytics, eles poderão atuar em seus pontos fracos e recuperar qualquer falha de aprendizagem. 

  • Maior satisfação pelo aluno 

Ao identificar onde atuar e, a partir disso, realizar ações estratégicas, a satisfação e a motivação do aluno tende a aumentar consideravelmente. Isso porque ele sentirá que é acompanhado de perto pela instituição de ensino. 

  • Identificação de conteúdos que engajam

Por meio do learning analytics torna-se possível identificar quais os conteúdos e as atividades que despertam um maior envolvimento dos alunos, bem como quais os métodos de ensino que contribuem mais significativamente para a fixação e associação ativa do conteúdo. 

Ilustração

Além dessas vantagens, há outros benefícios advindos da análise de aprendizagem, tais como:

  • Avaliação dos principais indicadores de desempenho dos alunos;
  • Apoio ao desenvolvimento completo do aluno;
  • Compreensão e melhoria das estratégias educacionais utilizadas pela IE.

Quais dados são analisados?

Em resumo, devem ser analisados dados que atuam como insights para a melhoria do ensino e da aprendizagem. Ou seja, tudo aquilo que pode interferir direta ou indiretamente no desempenho do aluno. 

Alguns exemplos de dados a serem analisados são: 

  • Quantidade de tempo despendido pelo aluno em cada módulo;
  • Desempenho em diferentes tipos de atividade;
  • Tempo da sessão no portal do aluno; 
  • Quantidade de vezes que acessa um determinado conteúdo.

Outro exemplo são os dados gerados pelo Censo da Educação Superior. Segundo os dados divulgados na edição de 2019:

“O aumento do número de ingressantes entre 2018 e 2019 é ocasionado, exclusivamente, pela modalidade a distância, que teve uma variação positiva de 15,9% entre esses anos, já que nos cursos presenciais houve um decréscimo de -1,5%.”.

A partir disso, pode-se traçar novas ações para atuar estrategicamente sobre essa demanda específica. No caso do dado acima, uma medida eficiente seria investir em cursos na modalidade EaD e/ou híbrida.  

Aliás, por falar em CenSup, tenho um conteúdo complementar para você. Estou falando do nosso blog post que trata especificamente sobre o tema. Nele, damos dicas e insights sobre resultados de edições anteriores. Confira-o clicando na imagem abaixo! 

CenSup - Rubeus

Exemplo do  learning analytics na prática

Já vimos alguns exemplos de dados que as instituições de ensino podem utilizar para realizar uma análise apurada dos seus alunos. Agora, veremos um exemplo hipotético de sua coleta, observe:

Considere que o Lucas, aluno do curso de Medicina, acessou o portal do aluno com seu login e senha. Esses foram os tempos médios gastos por ele em cada atividade:

> Dado 1: 

  • Acesso ao módulo 1 da aula de Anatomia. 
  • Tempo gasto: 1 hora e 52 minutos. 
  • Tempo estimado para conclusão do módulo: 2 horas.

> Dado 2: 

  • Leitura do PDF “Anatomia Humana”. 
  • Tempo gasto: 45 minutos. 
  • Tempo estimado para conclusão da leitura: 1 hora e 5 minutos.

> Dado 3: 

  • Acesso ao vídeo 1 da aula de Anatomia. 
  • Tempo gasto: 20 minutos. 
  • Tempo estimado para assistir: 45 minutos.

A partir desses dados, quais insights podem ser gerados? 

> Análise 1: 

  • Contexto: provavelmente, o Lucas não teve dificuldades com o módulo 1 da aula de Anatomia. Devido ao tempo de permanência no módulo, uma das hipóteses a serem consideradas é a de que, talvez, ele não tenha assistido a aula ou então esteja realizando uma revisão aprofundada do tema. 
  • Insight: a importância de disponibilizar as aulas gravadas mesmo após a ministração síncrona da mesma.

> Análise 2: 

  • Contexto: no que tange a leitura, percebemos que o Lucas provavelmente pulou algumas partes do PDF. 
  • Insight: avaliar se PDFs muito longos são realmente eficazes. Talvez, dividi-los em “etapas” desperte a sensação de não serem tão extensos. 

> Análise 3: 

  • Contexto: por fim, o Lucas gastou apenas 20 minutos em um vídeo que tem a duração de 45 minutos. Muito provavelmente, ele acelerou a velocidade do vídeo. 
  • Insight: avaliar o quanto a alteração da velocidade do vídeo pode estar afetando o desempenho dos alunos e estruturar ações para atuar nessa lacuna.

IMPORTANTE: vale ressaltar que no exemplo acima, analisamos somente o caso do Lucas. Entretanto, é importante considerar os demais alunos e assim verificar se há uma constância ou um padrão no comportamento deles. Caso seja identificado, é importante atuar sobre essa necessidade.

Ilustração

Considere!

Já que o nosso assunto é sobre o que é learning analytics, não podemos deixar de mencionar esse ponto importante! 

A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais afeta o dia a dia das instituições de ensino e a forma como captam, armazenam e utilizam dados de seus potenciais e atuais alunos, tanto no meio on-line quanto off-line. 

Quando falamos de dados pessoais, sabemos o quão importante é estruturar ações que estejam em conformidade com a LGPD. Afinal, a Lei trata especificamente do aumento da proteção e privacidade de informações pessoais. 

Frente a isso, percebemos a importância do consentimento, por parte dos proprietários dos dados, que a instituição de ensino tenha acesso às suas informações. Por isso, muita atenção! Os dados utilizados para a análise de aprendizagem devem estar devidamente autorizados pelos seus alunos. 

Essa questão é atenuada, visto que, como são alunos que já compõem o quadro de discentes da sua IE, muito provavelmente, eles já permitiram o acesso aos seus dados. De qualquer forma, tenha muito cuidado! 

Clique na imagem abaixo e saiba mais sobre a LGPD  e sua aplicação no âmbito educacional, lendo nosso conteúdo detalhado sobre o tema.  

LGPD na educação - Rubeus

3 dicas de como iniciar o processo de learning analytics na minha IE

Já que o nosso assunto é o que é learning analytics e qual a sua importância, não podemos deixar de dar algumas dicas de pontos a serem considerados em sua aplicação. Vamos lá?

  • Comunique

A primeira dica que trouxemos em nosso conteúdo sobre o que é learning analytics é a comunicação sem ruído. 

Qualquer iniciativa de análise de aprendizagem deve ser complementada por uma forte comunicação entre a equipe que vai coletar os dados e quem vai os analisar. Ao unir esforços, as chances de êxito são muito maiores. 

  • Informe e envolva as equipes 

Para construir um programa de análise de aprendizagem bem-sucedido em uma instituição educacional, é importante envolver e informar as equipes, ouvir as necessidades de professores e alunos e investir tempo para realizar uma análise apurada. 

  • Busque fontes confiáveis 

A próxima dica do nosso conteúdo sobre o que é learning analytics envolve confiança.

As equipes só estarão realmente comprometidas com a tomada de decisão baseada em dados se puderem ver seu valor e forem orientados sobre como transformar as percepções obtidas a partir dos dados em ação.

Por isso, envolva as equipes e não esqueça do seu corpo docente. Conte com eles para obter percepções que não estão tão claras no ambiente virtual. Afinal, eles são uma boa fonte de informações acerca dos estudantes por estarem em contato direto e constante com eles.

Ilustração

Conteúdo complementar: mini biblioteca Rubeus

Espero que o nosso conteúdo sobre o que é learning analytics e qual a sua importância para a qualidade do ensino tenha sido fonte de vários insights para você!

Com o intuito de tornar a sua experiência ainda mais completa, separei algumas sugestões de leitura que podem te interessar!

👉Aprendizagem por competências: definições, aplicações e dicas práticas

👉O que é Learning By Doing e por que sua aplicação é tão eficaz?

👉Ciclo de Aprendizagem Experiencial: conheça suas etapas e aplicações

👉Aprendizagem construtivista: conheça a metodologia que trabalha o “aprender a aprender”

👉Aprendizagem Maker: conceitos, aplicações e dicas

Plataforma Rubeus

Considerações finais

Já favoritou todas as nossas sugestões de leitura complementar? Então, agora eu tenho um pedido: envie esse conteúdo para algum colega da sua equipe que adoraria conferir nossas dicas. Além disso, não deixe de nos contar, nos comentários, o que achou do nosso conteúdo sobre o que é learning analytics!

Bons resultados e até a próxima!

Bráulio Vieira - Rubeus

Receba dicas de captação e retenção de alunos!

Receba quinzenalmente dicas, ideias e inspirações sobre como captar e reter alunos de forma sustentável.

Tenha acesso a ferramentas, processos e boas práticas para tornar sua instituição de ensino referência no mercado educacional.